Bolsonaro em Blumenau (para quem quis ou não ele por aqui)

(Rafaela Martins / Agencia RBS)

A face séria, o cabelo engomado para a lateral e as palavras até “violentas”. Este é Jair Bolsonaro (Rafaela Martins / Agencia RBS)

Dono da língua ferina mais atuante do parlamento nacional, polêmico até a raiz dos cabelos e bem educado no trato, o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) pisou nesta semana em Blumenau, onde participou de um debate sobre o assunto que mais tem cativado o político “linha dura” nos últimos tempos: O Estatuto do Desarmamento.

A audiência deu uma boa lotação no legislativo municipal, que chegou a ovacionar o parlamentar por momentos diante das argumentações contra o estatuto. Junto dele estavam os deputados federais Rogério “Peninha” Mendonça (PMDB-SC), organizador da audiência, Laudívio Carvalho (PMDB-MG), autor do projeto de lei que prevê a revogação do estatuto, além do filho e também deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), membros estes da temida (pela oposição e outros setores do parlamento nacional) bancada da bala.

Protestos? Não poderiam deixar de marcar presença, como o óbvio. Alguns manifestantes gritavam palavras como machista do lado de fora do parlamento, quase não ouvidos diante das tantas ovações direcionadas a Bolsonaro. O deputado ainda deu uma espichadinha na agenda, visitando um clube de caça-e-tiro, uma loja de caça-e-pesca e ainda trocou um lero com o prefeito Napoleão Bernardes, além até de, pela parte da manhã, tomar café na Pastelaria Chinesa, clássico ponto de bate-papo na Rua XV.

Se saiu com boa impressão sobre as propostas de revogação do Estatuto do Desarmamento? Talvez, até esteja pensando sobre isso diante do que ouviu na Câmara durante a concorrida audiência. Discutir a volta das armas ao acesso da sociedade civil, mediante regulações previstas, ainda dará muito caldo, protesto, garganta gasta e argumentações, fundamentadas ou não. É uma guerra quase solitária da bancada bélica em Brasília. Se sairão vitoriosos? Só o tempo e a caneta de Dilma Rousseff que dirão.

Dentre os saldos da visita à Blumenau para Bolsonaro, a alegria de ter conhecido a alegre Danubia de Souza, em entrevista à RICTV Record, surpreendendo a repórter sorridente com uma questão até desconcertante: Você é solteira?

Um comentário sobre “Bolsonaro em Blumenau (para quem quis ou não ele por aqui)

Deixe uma resposta