Rapidinhas (23/07/2015): Slogan novo no turismo e nada de desculpa

O novo slogan do turismo em Blumenau: Mais simpático e modesto (divulgação)

O novo slogan do turismo em Blumenau: Mais simpático e modesto (divulgação)

Turismo: Na alma alemã do blumenauense

O turismo de Blumenau tem um novo slogan na praça. Depois do tiro na culatra do Alemanha sem passaporte, a Secretaria Municipal de Turismo aposta na alma para conquistar (ou reconquistar) os turistas Brasil afora. Blumenau – O Brasil de alma alemã é o novo slogan que estará estampado nos materiais e divulgado em ações da pasta.

Chama atenção no novo logo da campanha a bandeira brasileira acompanhada do chapéu típico estilizado no circulo central do Ordem e Progresso. Bonito, cativante e simples, sem maneirismos e sofisticações desnecessárias, como o antigo slogan…

…e eu ainda vou achar o responsável pela Alemanha sem passaporte

CGU: Achas que ninguém está olhando?

A Controladoria-Geral da União (CGU) lançou uma campanha que escancara os típicos desvios de conduta da população e as justificativas furadas que se usam a cada vez, como atravessar fora da faixa, driblar filas no trânsito, não ceder lugar para idosos nos coletivos, entre tantos mais…

Ilustração da nova campanha da CGU sobre os básicos desvios de conduta típicos do povo. Tenta sair da linha agora...(divulgação)

Ilustração da nova campanha da CGU sobre os básicos desvios de conduta típicos do povo. Tenta sair da linha agora…(divulgação)

Intitulada #NãoTemDesculpa, a campanha chama a quem a aprecia com as carimbadas que sempre acabam na boca do povo a cada deslize. Clássicas como Mas todo mundo faz (foto), É bem rapidinho, Ninguém está vendo, ou Tem coisa muito pior

…creio que, se nós já deslizamos legal todo dia, imagine os políticos desta nação, que já esgotaram o repertório de frases. Mas, não vamos usar isto como outra desculpa. Afinal, uma sociedade consciente do que lutar de direitos tem que saber piamente os próprios deveres, o que deve e o que não deve por si só fazer, se livrando dos trapos das pequenas corrupções diárias. Sem preguiça, comodismo ou aproveitamento.

Que se enterre a tal da Lei de Gerson. Mudar, começa por ai…

Deixe uma resposta