Helen Rödel e o fascinante mundo do crochê

Helen Rödel: (Luana Geiss)

Helen Rödel: “O crochê tem uma força extraordinária” (Luana Geiss)

(Karina Beatrice Frainer / Estilo Comunicação Integrada)

O crochê tem uma força extraordinária. Não existe barreira cultural. Ele é de infinitas possibilidades

Esta citação acima foi a opinião da artista e fashion designer do Rio Grande do Sul, Helen Rödel, durante um descontraído bate papo na Galeria Orbitato, do Instituto Orbitato, no último dia 9 de setembro. A artista, de sorriso alegre e simpatia contagiante, fez sucesso entre as mais de 40 participantes na palestra do projeto Fashion HandMade by Círculo, da empresa Linhas Círculo, de Gaspar, com a colaboração do Instituto. Helen falou sobre sua carreira, o amor pelas artes manuais, em especial pelo crochê, uma herança de família que ela trata com amor, paixão e profissionalismo.

As participantes aproveitaram o momento para tirar dúvidas sobre a comercialização do crochê no mercado, novas formas de construção através da modelagem e as dicas sobre o redirecionamento das marcas. Entre as presentes, estavam empresárias, estudantes, blogueiras, consumidoras da marca Helen Rödel e demais pessoas da comunidade que fazem crochê há muitos anos.

A modelista do Intituto Orbitato, Sheila Zaleski Costa, participou da mesa redonda explorando vários temas, principalmente referentes à modelagem. É muito latente o trabalho de pensamento que existe na técnica do crochê, porque na modelagem plana é possível ver um vestido praticamente pronto, às vezes é necessário fazer poucos ajustes, porém pode-se ver a forma que vai ser cortado. No crochê, se algo der errado, é necessário desfazer a peça e recomeçar o trabalho, explica Helen.

(Karina Beatrice Frainer)

Puro crochê: A palestra, parte do Projeto Fashion HandMade By Circulo,  reuniu mais de 40 participantes, que conheceram a carreira e o trabalho desta apaixonada pela arte dos fios (Karina Beatrice Frainer)

A artista falou sobre o grande interesse de noivas para a produção do vestido de casamento em crochê. Trata-se de um público diferenciado, que busca na técnica o valor da peça. Outro assunto explorado pela designer e questionado pela plateia foi Fast Fashion. Para ela é um processo que deixa as pessoas extremamente doentes, e que por isso se contrapõe ao crochê. Helen garante que quem faz crochê trabalha com plena satisfação, dando importância ao lado humano, não apenas ao produto em si.

Durante o evento, Helen expôs três vestidos da sua marca. Explicou detalhes das peças, desenvolvidas por ela e a equipe de crocheteiras. Para novembro, a designer está preparando o lançamento da linha de acessórios em crochê, um trabalho especial que Helen está desenvolvendo com muita pesquisa e inovação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s