Videotape n’A Boina nº8: Os troca-trocas, sub-unidades e as belezas do After School

Tá aí, são sete, essa é a formação 2015 do After School, só não valeu ter passado o ano sem lançar música T.T (Reprodução)

Tá aí, são sete, essa é a formação 2015 do After School, só não valeu ter passado o ano sem lançar música T.T (Reprodução)

(Lucas “Luke” Baldin)

Hello, Videotapers! Como vão vocês?

Sigo com a segunda e última parte da sessão Grupos Favoritos de K-pop do Tio Luke. Hoje venho falar de um grupo que ama um troca-troca (epa! É no bom sentido). De quem falo? Da After School!

O grupo nasceu em 2008 na Pledis Entretainment e tem um conceito um tanto quanto interessante. Esse foi uma das primeiras Girl Bands (se não a primeira) onde foi adotado um sistema de graduação. Ou seja, aí vem a história do troca-troca, são adicionados ou retirados integrantes da formação de forma natural.

Impossível não parar para admirar a beleza da minha integrante favorita, a Nana. Essa é uma das fotos individuais para Lipstick (2012) da Orange Caramel. (Divulgação)

Impossível não parar para admirar a beleza da minha integrante favorita, a Nana. Essa é uma das fotos individuais para Lipstick (2012) da Orange Caramel. (Divulgação)

De acordo com a santa Wikipédia, o grupo conta com sete membros, mas em outros sites onde pesquisei para ter precisão (e até onde eu sabia) o grupo já teve nove meninas, batendo de frente com as Girls Generation, da SM Entretainment. Mas já foram cinco, sete, nove, oito… Enfim, uma variação no número de garotas no grupo, algo que é novidade lá na terra da Coréia.

O A.S., seguindo a lógica da miguxa Wikipéida (sim, sou horrível em lembrar nomes de integrantes de grupos, ainda mais os grupos com mais gente), é formado pelas lindas Jungah, Uee, Raina, Nana (neném que a cuca vem pegar, hehehe…), Lizzy, E-Young e Kaeun. O trabalho mais recente delas é Extended Play Shh (2013) e o maxi single First Love (2013). A minha cantora favorita desse grupo é a Nana, e uma das músicas que quando toca eu luto para ficar parado é Love Beat (2013) e Flashback (2012).

Por falar nisso, dá uma olhada nessa versão de ensaio, algo muito comum ser lançado no youtube pelas gravadoras). Fique com Flashback e presta atenção na sincronia das meninas:

Uma boa sacada da Pledis foi formar a primeira sub-unidade do grupo em 2010 com três das integrantes. A partir daí, Nana, Lizzy e Raina ficaram a frente do Orange Caramel, que continua lançando música nos intervalos de trabalho do After School e é um sucesso.

No ano passado, a Orange Caramel fez a cabeça da galera com o grude Coppy Cat. Já em 2011 a Pledis pensou: Bem…Se lançar Orange Caramel deu certo, por que não seperamos o grupo em duas partes, colocamos conceitos opostos e lançamos elas?. E foi exatamente isso o que rolou. No mesmo ano, surge After School Red e After School Blue. Ná época a formação do grupo era de oito meninas (Paquitas! Só que não…), então cada sub-unit ficou com quatro integrantes.

Não, não são as Paquitas. Digam o que quiser, independente das mutações que o After School já sofreu, a qualidade (algo que é prioridade lá na terra da coréia) é algo que sempre vai estar presente no trabalho delas. (Divulgação)

Não, não são as Paquitas. Digam o que quiser, independente das mutações que o After School já sofreu, a qualidade (algo que é prioridade lá na terra da coréia) é algo que sempre vai estar presente no trabalho delas. (Divulgação)

Ah, antes de eu encerrar o post, você sabia que eu fiz teste para a Pledis? Siiim! Se o chefinho, Mister Bonomini, autorizar conto em um post especial a jornada (frustrada) de quase K-Pop Idol. (Ok, eu autorizo… Corto metade do salário, mas autorizo, hehehe. Ass. André Bonomini).

Bem, antes de encerrar, uma curiosidade que notei vendo performances antigas do grupo: A Nana tinha um probleminha de dicção, por isso ela quase não cantava. Com o tempo ela foi melhorando e até ganhou uma música solo no mini-álbum Flashback em 2012.

Agora, veja a apresentação de Bang!, um dos primeiros sucessos delas.

Entonces, por hoje é isso, galera! Em breve comentarei a tragédia com o grupo Ladies’ Code. Até a próxima!

Luke para A BOINA encerrando a transmissão!

Deixe uma resposta