Roseméri Laurindo, Fatima Bernardes e um brinde ao jornalismo

(Informações: Nane Pereira / Nane Pereira Comunicação e Arte)

10590465_1532315543756473_2837689619816418644_n

Criadora e criação. A bela noite na Livrarias Catarinense recebeu Roseméri Laurindo para o lançamento da mais recente obra – O Jornalismo Diversional de Fátima Bernardes – com muita descontração e sorrisos (Mariana Florêncio)

Tem reuniões de profissionais da comunicação, formadores de opinião, intelectuais e amigos que não precisam ser cheias de pompa e classicismo para serem marcantes e inesquecíveis. Se for para citar um exemplo disto, mencionarei sempre, e com louvor, o grande encontro da noite desta última quinta-feira (17/12), que significou uma verdadeira celebração ao jornalismo e a amizade. O motivo da festa? A recepção calorosa de amigos e profissionais a jornalista, escritora e professora Roseméri Laurindo, no lançamento em Blumenau de sua mais recente obra, “O Jornalismo Diversional de Fatima Bernardes“, produzido pela Primavera Editorial.

O evento, organizado no aconchegante cantinho da Livrarias Catarinense, no Shopping Neunarkt, foi muito além de um simples lançamento, foi um verdadeiro reencontro de amigos e amigas, discutindo os mais variados assuntos acerca da comunicação, do jornalismo diversional e do corrido dia a dia da profissão. A BOINA esteve presente, com muita honra, num evento que pode ser bem comparado a uma festa de encerramento entre os amigos jornalistas e demais presentes que lá estiveram (faltou o Amigo Secreto, oras).

O clima festivo e de reencontro de colegas de jornalismo, amigos e intelectuais foi uma das marcas da noite. (Mariana Florêncio)

O clima festivo e de reencontro de colegas de jornalismo, amigos e intelectuais foi uma das marcas da noite. (Mariana Florêncio)

Recebidos com uma gentil taça de champanhe e amendoins, cercados de bons amigos e no clima romanceco de uma livraria como a Catarinense, os convidados aguardavam a chegada da estrela da noite, que distribuiu sorrisos e simpatia a todos. Seguiram-se os abraços, flashes das câmeras, autógrafos e encontros emocionados de colegas de profissão, amigos de infância e ex-alunos com a jovem e sorridente professora. Abraços, risos e discussões inteligentes marcaram o encontro de forma indelével.

Este jornalista arrisca a dizer, sem nenhuma falsa modéstia, que o lançamento da obra em Blumenau teve um brilho um tanto mais especial do que foi o mesmo evento em São Paulo, no último mês, na Livraria da Vila. Afinal, estar perto dos conterrâneos sempre é um tanto mais aconchegante, mesmo para uma cidadã do mundo com Roseméri.

Distribuindo sorrisos, uma das grandes marcas de Roseméri, presente em uma noite de descontração e alegria, tipica de um encerramento de fim de ano, merecido por sinal (Mariana Florêncio)

Distribuindo sorrisos, uma das grandes marcas de Roseméri, presente em uma noite de descontração e alegria, tipica de um encerramento de fim de ano, merecido por sinal (Mariana Florêncio)

Vale uma nota carinhosa, a professora é referida pelo colega e pupilo de A BOINA como a Cásper Líbero de Blumenau, pelo papel pioneiro no ensino do Jornalismo em nossa cidade, assim como o grande jornalista paulista, fundador da primeira faculdade de jornalismo brasileira – a pioneira Faculdade Cásper Libero, em 1947 – hoje constituindo a fundação homônima que, além de abrigar a TV Gazeta, é uma das mais renomadas escolas de comunicação do país.

Soa exagerado? Para mim, não, é uma alcunha merecida!

E falando do livro…

(Mariana Florêncio)

A obra é resultado de dois anos de pesquisa para o estágio de pós-doutorado em Comunicação de Roseméri e faz uma leitura da modalidade de Jornalismo Diversional acerca do programa Encontro Com Fátima Bernardes, da Rede Globo (Mariana Florêncio)

A obra é resultado de dois anos de pesquisa de Roseméri para o estágio de pós-doutorado em Comunicação que cursou. Segundo a professora, o Jornalismo Diversional é uma forma, que embora tenha o objetivo na realidade, busca dar uma aparência mais romanesca aos fatos, personagens e ações. Esse gênero jornalístico traduz um conceito que classificou o programa Encontro com Fátima Bernardes, da Rede Globo, como modelo deste estilo de jornalismo.

Para o amigo profissional ou acadêmico ainda meio perdido no Jornalismo Diversional, basta afirmar que este modelo é, simplesmente, o conhecido Jornalismo Literário, gênero jornalístico que, na construção, permite a produção de reportagens de análise mais profundas e detalhadas sobre os fatos, trazendo nas raízes uma visão mas romanceada, humanizada e ética do fato, trazendo textos e produções mais semelhantes a contos e revelando detalhes muito além do abordado de forma comum e factualmente pelo jornalismo convencional.

A publicação já está a venda nas livrarias e em e-book, novidade recente, que pode ser acessado pelo site da Primavera Editorial.

Encontrar o mentor, um momento de emoção

As vezes, o acaso apronta alguma das suas, como sempre faz e muito bem na maioria das vezes. A noite também teve uma presença ilustre entre tantas cabeças, a do cientista social, pesquisador da história e colaborador de A BOINA, Adalberto Day, junto da esposa, a sempre simpática Dalva Day. Um momento de emoção e reverencia a uma das personalidades mais importantes da preservação da história e de inspiração em Blumenau.

Encontro do Progresso: Junto do mentor Adalberto Day, um momento de emoção ao rever o amigo e mestre da história. Fica o registro (Especial Arquivo Adalberto Day)

Encontro do Progresso: Junto do mentor Adalberto Day, um momento de emoção ao rever o amigo e mestre da história. Fica o registro (Especial Arquivo Adalberto Day)

Não podia passar em branco, jamais. Por isto, fica o registro deste jornalista da presença do amigo e mentor na pesquisa histórica nesta bela noite. Uma presença que, sem dúvidas, arrancou  reverencias e emoções dos colegas presentes, sempre felizes ao ver-lo onde sempre estiver.

E como a noite é feita de vários momentos, segue aos amigos de A BOINA uma breve galeria com alguns cliques brilhantes da noite de Roseméri Laurindo, do Jornalismo Diversional e dos amigos que lá estiveram.

As chapas são de autoria da jovem fotógrafa Mariana Florêncio. Confira:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mais imagens da noite na pagina da Nane Pereira Comunicação & Arte, no Facebook

Um comentário sobre “Roseméri Laurindo, Fatima Bernardes e um brinde ao jornalismo

  1. Parabéns André pela cobertura do lançamento do livro intitulado “Fátima Bernardes” autoria Roseméri Laurindo,
    O evento foi maravilhoso onde podemos adquirir dois livros e curtir amigos e tudo que o amigo do autor “Boina” aqui relatou em seu belo texto. Entre tantos amigos conversamos com a competente jornalista Nane Pereira, escritora Urda Alice Klueger, Historiadora Sueli V. Petry e outros.
    Obrigado André por citar nosso nome com tanto carinho e simpatia. Vá em frente amigo você será um grande jornalista e pesquisador, acredite em seu potencial.
    Parabéns a todos assim como a livraria Catarinense por ceder o espaço.
    Adalberto Day cientista social e pesquisador da história em Blumenau

Deixe uma resposta