Tuberculose (ainda) está entre as doenças infecciosas que mais matam no mundo

(Tamiris Schlegel / Presse Comunicação Empresarial)

Um espirro, uma tosse com escarro por um longo tempo pode ser sinal de tuberculose. A doença ainda faz vitimas e o tratamento é de suma importância para evitar o pior (Reprodução)

Um espirro, uma tosse com escarro por um longo tempo pode ser sinal de tuberculose. A doença ainda faz vitimas e o tratamento é de suma importância para evitar o pior (Reprodução)

A tosse, na maioria das vezes, pode ser um dos sintomas associados a alergias, gripes, entre outras doenças respiratórias. No entanto, é bom ficar atento, pois ela pode ser o indício de uma doença infecciosa, já bem conhecida em todo o mundo e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões: a Tuberculose (TB). De acordo com o Ministério da Saúde são, aproximadamente, seis milhões de novos casos descobertos por ano em todo o mundo, levando mais de um milhão de pessoas a óbito.

O pneumologista do Hospital Dia do Pulmão (HDP), Jorge Dornelles Diehl, ressalta que quando o sintoma persiste por mais de três semanas é preciso investigar melhor suas causas. A tosse, quando acompanhada por secreção e sangue, mal estar, dor no peito, perda de peso, suor e febre merecem uma atenção especial. Causada pelo Bacilo de Koch (BK / Mycobacterium tuberculosis), a tuberculose geralmente afeta os pulmões, mas também pode atingir qualquer outra área do corpo. É uma doença que tem cura, porém possui um tratamento longo e que não deve ser interrompido, ratifica.

O Bacilo de Koch, responsável pela Tuberculose. No tempo antigo, sobretudo nos séculos antes do XX, doença era como a AIDS, dificilmente curável e um mal que não escolhia alvos, infectava e levava a morte depois de um prolongado período de convalescença (Reprodução)

O Bacilo de Koch, responsável pela Tuberculose. No tempo antigo, sobretudo nos séculos antes do XX, doença era como a AIDS, dificilmente curável e um mal que não escolhia alvos, infectava e levava a morte depois de um prolongado período de convalescença (Reprodução)

A enfermidade é uma das doenças infecciosas que mais mata no mundo. Segundo ainda o Ministério, no Brasil, são notificados aproximadamente 70 mil casos novos por ano e ocorrem 4,6 mil mortes em decorrência da doença. O Brasil ocupa o 17º lugar entre os 22 países responsáveis por 80% do total de casos de tuberculose no mundo.

O pneumologista explica que o contágio se dá por meio da inalação das gotículas que contêm o Bacilo de Koch, provenientes da tosse dos pacientes portadores da Tuberculose Pulmonar e que ficam em suspensão no ar ambiente por período curto. Entre as medidas importantes de prevenção é evitar o contato com pessoas contaminadas e manter hábitos saudáveis no dia a dia, como realizar exercícios físicos e manter uma alimentação adequada.

O tratamento médico da doença é vital e o período não pode ser interrompido mesmo nos primeiros sinais de melhora (Reprodução)

O tratamento médico da doença é vital e o período não pode ser interrompido mesmo nos primeiros sinais de melhora (Reprodução)

Tratamento

Diehl alerta sobre os cuidados após o diagnóstico da Tuberculose. Logo no início do tratamento, quando há um bom quadro de melhora, muitos pacientes acreditam que já estão curados e interrompem o acompanhamento médico, e isso não pode acontecer. Se o paciente para de tomar os antibióticos antes do período recomendado, as bactérias remanescentes tornam-se resistentes, agravando o quadro e proliferando a doença com formas mais difíceis de controle, esclarece.

Vale lembrar também da importância de uma das armas mais conhecidas contra a Tuberculose: A vacina BCG. O medicamento está disponível na rede pública de saúde e é aplicado obrigatoriamente nos recém-nascidos, de acordo com o que preconiza o Plano Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde.

A vacina BCG: Uma das principais armas contra a doença, é aplicada obrigatoriamente nos recém-nascidos. Está disponível na rede pública de saúde (Reprodução)

A vacina BCG: Uma das principais armas contra a doença, é aplicada obrigatoriamente nos recém-nascidos. Está disponível na rede pública de saúde (Reprodução)

Atendimento

O diagnóstico precoce é fundamental para um tratamento eficaz. Por isso, o pneumologista orienta que em caso de tosse constante ou algum dos outros sintomas da doença, o melhor a ser feito é buscar orientação médica.

O Hospital Dia do Pulmão, na esquina das ruas Paul Werner e Almirante Barroso, Itoupava Seca, em Blumenau (Reprodução)

O Hospital Dia do Pulmão, na esquina das ruas Paul Werner e Almirante Barroso, Itoupava Seca, em Blumenau (Reprodução)

O Hospital Dia do Pulmão, por exemplo, em Blumenau, é uma das 12 instituições no Brasil certificadas pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT) em Laboratório de Função Pulmonar e possui atendimento especializado para problemas respiratórios, como a tuberculose.

Mais informações sobre a doença e sobre tratamento podem ser obtidas pelo site do HDP ou pelo telefone (47) 3037-7099.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s