Gripe A: Hospital do Pulmão realiza vacinação contra o H1N1

Reprodução / Presse)

A prevenção é a maior arma para lutar conta o H1N1 em Blumenau, onde há o maior número de casos da Gripe A. O Hospital Dia do Pulmão (HDP) já está desde a última terça-feira (29/03) com a campanha de vacinação do ano ativa (Reprodução / Presse)

(Tamires Schlegel / Presse Comunicação Empresarial)

Para combater o vírus e prevenir a gripe, em especial a Gripe A, o Hospital Dia do Pulmão (HDP) está realizando a campanha de vacinação 2016. As vacinas disponibilizadas desde a última terça-feira (29/03) são a trivalente (imuniza contra H1N1, H3N2 e influenza tipo B) e a quadrivalente (imuniza contra a influenza A – H1N1 e H3N2 – e dois tipos de influenza B).

O pneumologista e diretor do HDP, Mauro Kreibich, alerta que estas vacinas são novas, portanto, para quem tomar esta vacina não precisará tomar outra dose até 2017. Quem preferir, poderá solicitar a embalagem da vacina para levar para casa, onde contém todas as informações sobre o lote e a bula da dose aplicada, conta.

Dr. Mauro Kreibich Reprodução / HDP)

Dr. Mauro Kreibich (Reprodução / HDP)

O especialista alerta ainda sobre os cuidados que devem ser praticados frequentemente no dia a dia para evitar a contaminação da gripe, como o hábito de lavar as mãos, manter ambientes limpos e ventilados, e ao tossir, ou espirrar, cobrir a boca e o nariz com um lenço ou o antebraço.

Vale lembrar que as pessoas devem ficar atentas com os sintomas, afinal, os da Gripe A são parecidos com os de uma gripe comum. Dor de garganta, dor no corpo, febre alta, tosse, falta de ar ou desconforto respiratório, entre outros. O ideal é, ao surgirem os sintomas de agravamento do quadro de gripe, procurar imediatamente um médico, afirma o pneumologista.

Vacinação x Imunização

saiba-como-identificar-se-e-gripe-a-3-3-640-427

Vale lembrar que, ao aparecerem os primeiros sintomas deve-se procurar imediatamente o atendimento médico e seguir a risca o tratamento prescrito. Dor de garganta, dor no corpo, febre alta, tosse, falta de ar ou desconforto respiratório, entre outros. O ideal é, ao surgirem os sintomas de agravamento do quadro de gripe, procurar imediatamente um médico, afirma Kreibich (Reprodução)

No entanto, o especialista ressalta a diferença entre imunizar e vacinar. Segundo Kreibich, a vacinação é o ato de aplicar a vacina e a imunização é o desenvolvimento de anticorpos específicos derivados da vacina aplicada de forma correta.

A eficácia das vacinas depende de seu armazenamento e logística de transporte, além do manuseio e aplicação adequada, orientada pelo Programa Nacional de Imunizações. Desta forma, o manuseio inadequado, salas de vacinação não refrigeradas por 24 horas, ausência de câmaras de refrigeração ou equipamentos com defeito, e até mesmo a falta de energia elétrica podem interromper o processo de refrigeração, comprometendo a potência e eficácia das vacinas, aponta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s