Videotape n’A Boina nº30 – Ir ao cinema sozinho ou acompanhado? Oh dúvida cruel!

Calma galera em PB, não tem por que se assustar! É apenas o Tio Luke de volta com mais uma crônica. Hoje vou falar sobre ir ao cinema sozinho vs. ir acompanhado. Que tal, guapos? (Reprodução)

Calma galera em PB, não tem por que se assustar! É apenas o Tio Luke de volta com mais uma crônica. Hoje vou falar sobre ir ao cinema sozinho vs. ir acompanhado. Que tal, guapos? (Reprodução)

(Lucas “Luke” Baldin)

Hello, Videotapers! Tudo bem com vocês?

Desculpem minha ausência na semana passada, mas foram muitas coisas acontecendo e eu acabei por não ter energia para trazer a dica da semana aqui n’A BOINA. Bem, logo o Canal Videotape vai ganhar um quadro novo e ainda estou resolvendo um problema técnico que está perturbando o VT. Fora que com o emocional virado no trapo ficou um pouco difícil estar na Ultra Vibe de sempre. Pensando nisso resolvi trazer mais uma crônica e compartilhar com vocês algo que essa semana fiquei matutando: Ir ao cinema sozinho ou acompanhado?

Sim. O cinema para uns é apenas um passa-tempo, um programa pra quando o fim de semana está livre ou até mesmo um lugar para o primeiro encontro. Pra alguns pode até ser. Mas para mim é diferente. Ir ao cinema é tipo um evento. Escolher o dia perfeito da semana (quando as probabilidades da sessão estar vazia são grandes), um horário bom (que não seja nem muito cedo para sair e nem muito tarde para voltar), uma roupa confortável (ninguém merece assistir mais de uma hora e pouco de filme com a gola da camisa apertando, né?). Porém, tudo isso varia e até complica dependendo se você vai sozinho ou acompanhado.

Então, estejam confortáveis aí por que vou dividir essa crônica em duas partes: Sozinho e Acompanhado. Desde já concluo que das duas maneiras é bom de ir e também tem suas desvantagens. Tem dúvida disso? Leia o texto e desenvolva o pensamento comigo. Ah, só pra constar que eu vou desenvolver as linhas de raciocínio com base nas experiências que eu já tive.

Ir ao cinema SOZINHO:

Não é o fim do mundo, vai. Ir ao cinema sozinho também pode ser legal. Descubra a baixo (Reprodução)

Não é o fim do mundo, vai. Ir ao cinema sozinho também pode ser legal. Descubra a baixo (Reprodução)

No começo pensei que era o cúmulo da humilhação ter que ir à um evento público desacompanhado (como diria a digníssima Dona Florinda). Eu comecei a frequentar o cinema sozinho em 2009, quando numa segunda ou terça resolvi ir assistir ao filme High School Band, mas quando eu cheguei lá cadê o filme? Não tinha estreado no, até então, único cinema da cidade.

Como não queria perder a viagem resolvi assistir Up: Altas Aventuras. E olha que eu curti fazer isso sozinho. Desde então peguei gosto por ir ao cinema sozinho. Já de cara as desvantagens: Não tem com quem rachar o preço da pipoca, embora quando eu vá sozinho eu passe reto pela bomboniere, também não tem com quem fazer sacadinhas durante a exibição do filme e nem tem com quem trocar figurinhas depois de sair da sessão.

Mas, ser um tipo de forever alone tem suas vantagens. Eu posso escolher o filme que eu quero na opção que eu quero (3D ou 2D, dublado ou com legenda). Vou a hora que tenho vontade e se eu tenho vontade. Posso ficar curtindo meu sonzinho sem precisar dar atenção a alguém até a hora do filme começar. Não preciso ficar fazendo o educado e comprar algo pra comer só porque alguém que está comigo venha a fazer aquele draminha de é feio eu comer sozinho e você ficar olhando.

Na real eu peguei gosto de ir ao cinema sozinho por que na fase do ensino médio eu não tinha amigos, então eu aprendi a me virar e a curtir a minha solidão. Depois que eu entrei pra faculdade fiz e desfiz amizades e até hoje tenho companhia pra chamar quando quero fofocar e curtir um filminho.

Claro, seria ótimo ter alguém pra chamar de mozão e jogar a responsa de ficar na fila pra comprar a pipoca com manteiga e a Pepsi gelada. Sim, eu gosto de Pepsi. Não estou ganhando pra dizer isso. E repito esse nome quantas vezes me der vontade. (Pepsi, Pepsi, Pepsi…risos). Ir ao cinema sozinho de toda maneira é bom, é relaxante. Eu gosto de fazer as coisas do meu jeito. De chegar e sair sem enrolar.

Então, fechou bateu!

Ir ao cinema ACOMPANHADO:

 Você tem amigos, tem companhia, tem com quem dividir a despesa dos comes e bebes. Mas até onde é bom ter com quem dividir o momento? Confira os altos e baixos (Reprodução)


Você tem amigos, tem companhia, tem com quem dividir a despesa dos comes e bebes. Mas até onde é bom ter com quem dividir o momento? Confira os altos e baixos (Reprodução)

Entendam: sou virginiano e ainda por cima sofro de ansiedade. O que isso quer dizer? Sou organizado, metódico e como brinde da ansiedade sofro por antecipação. Eu detesto atrasos de mais de 20 minutos. Eu entendo que imprevistos acontecem e tá de boa. Óbvio que dependendo de quem é eu até relevo. Ir acompanhado tem isso. Eu não namoro e até o momento em que estou escrevendo esse texto nunca levei um interesse amoroso para assistir algum filme comigo.

Vamos aos pontos negativos: Como eu mencionei você está disposto a se prejudicar pelo atraso do outro. Quem sabe você vai deixar de ver aquele filmão por que a pessoa que está contigo fica ruim quando assiste ao 3D, você pode perder um detalhe importante por que teve que explicar o que aconteceu na cena anterior pra sua companhia que boiou, você pode entrar junto no foco do lanterninha grosseiro que vai jogar a luz da lanterna em cima de vocês porque o seu amigo está com as patas em cima da poltrona da frente.

Foi ficar nisso pra não estender mais.O lado positivo é que tem alguém pra te explicar algo que você não entendeu, tem alguém pra trocar idéias com você sobre o que foi exibido e a vantagem que resume tudo: você não está sozinho! Isso já é principal. Você tem alguém junto pra dividir o momento.

Gente, não levem isso ao pé da letra. É apenas um pensamento meu isso. As duas maneiras de sair são boas. E eu sou grato a todos que já me acompanharam (risos). Tenho andado sozinho ultimamente e é isso que dá quando passo muito tempo na minha. Hoje o texto foi mais longo do que de costume.

Nos Bastidores: Crimes em Hollywood

Mas enfim. Semana que vem eu volto com mais Videotape N’a Boina. Fique a seguir com o Nos Bastidores dessa semana em que eu contei crimes cometidos e sofridos por estrelas de Hollywood.

Semana que vem estou de volta. Um bom finde para vocês e até mais.

Bj, bj! Tio Luke para A BOINA encerrando a transmissão. Tchau!

Deixe uma resposta