Praça Fritz Muller: Um novo espaço e o reconhecimento a história

Nova outra vez. Estátua cercada de autoridades para a entrega da renovada Praça Fritz Muller. Mais do que um espaço revitalizado, uma divida paga com a história (André Bonomini)

Nova outra vez. Estátua cercada de autoridades para a entrega da renovada Praça Fritz Muller. Mais do que um espaço revitalizado, uma divida paga com a história (André Bonomini)

Várias pessoas, autoridades e comunidade, reunidas no ponto central da Rua São Paulo em uma manhã de garoa deve de ter um motivo muito forte. E tinha mesmo. Diante da pose de observação de um histórico naturalista o pagamento de uma antiga dívida, com ele e com a cidade. Foi entregue nesta última quarta-feira (25/05), depois de um período de revitalização, a renovada Praça Fritz Muller, no bairro Victor Konder. O espaço dá muito mais do que um novo local de lazer e convivência, mas faz jus ao nome do biólogo de trabalho e pesquisas reconhecidas em âmbito mundial.

Mesmo com o frio matutino e fria garoa que caia no momento, ninguém arredou pé. Participaram da solenidade o prefeito Napoleão Bernardes, o secretário de planejamento do município, eng. Juliano Gonçalves, o diretor-presidente da Senior Sistemas, Carlênio Castelo Branco, e demais autoridades. Entre elas também estavam a arquiteta responsável pelo projeto da praça e uma das fundadoras do Antigamente em Blumenau, Patrícia Schwanke, a diretora do Arquivo Histórico de Blumenau, professora Sueli Petry e o presidente do Instituto Histórico de Blumenau (IHB), Marcos Schroeder.

Um retrato do passado. Tenebrosa nas noites e com leve manutenção, a praça pedia uma reforma completa. Novidades dão mais segurança e conforto a quem lá passa e relaxa diante do correr da região central (Reprodução)

Um retrato do passado. Tenebrosa nas noites e com leve manutenção, a praça pedia uma reforma completa. Novidades dão mais segurança e conforto a quem lá passa e relaxa diante do correr da região central (Reprodução)

A BOINA esteve acompanhando este trabalho, que começou, infelizmente, no registro de um passado negro. Abandonada, tenebrosamente largada numa área nobre da região central, a Praça Fritz Muller sofria com os problemas da idade e da falta de manutenção correta. As raízes detonavam as calçadas, o parquinho praticamente inexistia e os canteiros de plantas, outrora forrados de flores, guardavam algum capim e estavam deteriorados. Com o trabalho de formiguinha e detalhadado, fruto da parceria entre a Prefeitura e a Senior, a praça voltou a ganhar vida, e as novidades eram sentidas antes mesmo da obra estar pronta.

O orçamento foi de R$ 300 mil, sendo a manutenção da praça e da iluminação ficando por responsabilidade da Prefeitura. O acordo foi firmado à época da construção da nova sede da Senior, em frente a praça, e a restauração coube ao trabalho da BPS, que já tinha no currículo projetos com a restauração do Museu Hering (Bom Retiro), do Casarão Rischbieter (Rua Itajaí) e do Castelinho da Havan – o Castelinho da Moellmann – na Rua XV. As obras começaram em janeiro e foram apenas cinco meses de trabalho para um ótimo resultado.

O renovado espaço conta com um novo pavimento, totalmente em pavers, mais moderno e resistente. Um novo parquinho, novo sistema de iluminação, pérgulas, espaço para animais de estimação e aparelhos de ginástica ao ar livre dão uma nova vida e um novo local para os que moram nos condomínios e casas das imediações e quem por ali passa ter contato com um pouco de paz e natureza no meio do correr do centro blumenauense.

A estátua de Fritz Muller obsrva o vai-e-vem da praça. Justiça com o naturalista de história impar bem vinda. (André Bonomini)

A estátua de Fritz Muller obsrva o vai-e-vem da praça. Justiça com o naturalista de história impar bem vinda. (André Bonomini)

Mas, fora toda a simbologia dos novos elementos, a restauração da praça é, como disse várias vezes, a justiça aguardada a história e memória de Fritz Muller. Botânico, ambientalista, naturalista e que escolheu Blumenau para basear seus estudos naturais e rechear de muito conhecimento e descobertas as cartas que enviava ao amigo, nada menos que o naturalista britânico Charles Darwin, o maior teórico da evolução humana.

As palmas a Prefeitura e a Senior pelo feito e a BPS pelo trabalho. Não é apenas uma nova praça para a cidade, mas uma dívida paga para a história. O velho Fritz está vestido novamente.

Veja mais imagens:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta