ICOM IBES 2016: Jornalismo, publicidade e o tal do “nexialismo”

Conectar-se com as mais diferentes formas de trabalho e conhecimento para a resolução de problemas e a criação de novas ideias. Se você não sabia ainda o que é nexialismo você vai conhecer este ano na nona edição do ICOM IBES, o Festival Interdisciplinar de Comunicação da Faculdade IBES Unisociesc Blumenau REprodução / ICOM)

Conectar-se com as mais diferentes formas de trabalho e conhecimento para a resolução de problemas e a criação de novas ideias. Se você não sabia ainda o que é nexialismo você vai conhecer este ano na nona edição do ICOM IBES, o Festival Interdisciplinar de Comunicação da Faculdade IBES Unisociesc Blumenau REprodução / ICOM)

Você já ouviu falar de nexialismo? Um bicho louco mas que, cada vez mais, está penetrando no ambiente profissional dos novos tempos exigindo ainda mais dos marinheiros da nau da comunicação, neste caso em especial. Trata-se, segundo o que dizem as fileiras acadêmicas, de procurar ser cada vez mais plurais, procurar absorver um pouco de tudo para utilizar todo este leque de conhecimentos na busca da resolução de problemas.

Ser ainda mais plural do que exige a comunicação não parece ser coisa deste planeta. Alias, ser um nexialista como exige a regra não parece mesmo ser algo deste mundo. No entanto, eis que no IBES Unisociesc uma turma de alienígenas de plagas distantes no cosmos profissional pousaram para trazer dicas e inspiração para ser como esta raça quase que extraterrena no ambiente de trabalho jornalístico ou publicitário.

Este trecho final do segundo parágrafo soou um pouco como narração a lá Sessão da Tarde, não? Mas não é nada disso ou, muito menos, uma invasão de extraterrestres em Blumenau. Trata-se da nona edição do Festival Interdisciplinar de Comunicação da Faculdade IBES Unisociesc, o ICOM, que tem como tema deste encontro este tal do nexialismo , esta palavra tão curiosa e de significado tão complexo, como o tema de 2016.

O Festival acontece na próxima semana, de 30 de maio a 02 de junho nas dependências do IBES Unisociesc, na Rua Pandiá Calógeras, bem do ladinho do ginásio da EEB Pedro II e da antiga Sociedade Ginástica.

No comando primoroso do ICOM há algumas edições, a professora Cynthia Hansen destaca a importância do tema tão atual na comunicação. Arquivo pessoal)

No comando primoroso do ICOM há algumas edições, a professora Cynthia Hansen destaca a importância do tema no meio profissional nos dias de hoje. Este conceito tão atual faz-nos conhecer muitas fontes e muitas maneiras e ideias de trabalhar a comunicação e a informação (Arquivo pessoal)

Antenar profissionais e acadêmicos da comunicação das novidades do mercado, das tendências da profissão e dos novos conhecimentos e técnicas não é nenhuma novidade dentre as propostas do ICOM ano após ano. No entanto, em 2016 a ideia é motivar para a busca de novos e variados conhecimentos para, a partir deles, estar preparado para resolver quaisquer problemas que não estejam longe da tão conhecida alçada. O nexialismo busca criar nexos, conexões entre coisas que, a princípio, não parecem ter relação. Este conceito tão atual faz-nos conhecer muitas fontes e muitas maneiras de trabalhar a comunicação e a informação, buscando trazer valor e novas ideias, explica a professora Cynthia Hansen, uma das coordenadoras do ICOM.

Promovida desde 2007, o ICOM é um dos principais eventos acadêmicos de comunicação da cidade, tendo como diferencial por muito tempo o fato de envolver atividades – palestras, oficinas e mesas-redondas – voltadas ao jornalismo em geral. Durante quase 10 anos, grandes presenças já estiveram nas instalações do IBES Unisociesc, dividindo conhecimento e experiência nos mais diversificados assuntos. Dos bastidores a arte de fazer comunicar, entre tantas outras temáticas.

Lançamento e destaques da programação

Os aliens... digo, os acadêmicos do quinto semestre de PP e JOR, responsáveis por trazer o nexialismo para os corredores do ICOM em 2016 Gislaine Bastos)

Os aliens… digo, os acadêmicos do quinto semestre de PP e JOR, responsáveis por trazer o nexialismo para os corredores do ICOM em 2016 (Gislaine Bastos)

Como em todos os anos, o lançamento do ICOM foi, mais uma vez, uma animada festa que pega a todos de surpresa no intervalo das aulas no IBES, as vezes até envolvendo que trafega pelos corredores do pátio. O roxo predominou na turma de alegres aliens que neste ano estão a frente dos trabalhos da semana de comunicação, organizada sempre pelas turmas de quinto semestre de PP e JOR.

A programação deste ano traz em destaque um sem-numero de atividades que abrangem as variadas áreas da Publicidade e do Jornalismo, tendo no cerne a busca por desenvolver diversas habilidades nos profissionais e, claro, trazendo a consciência do nexialismo no meio da informação e da propaganda. Entre os destaques está  a oficina de Talkshow com o jornalista do Informe Blumenau e Radio Nereu Ramos, Alexandre Gonçalves; e a palestra Narrativas Multiculturais, do coletivo Brasileirando.

12916149_1837989479761614_3636528172591744948_o

Jornalista do Informe Blumenau, na aventura do rádio na Nereu Ramos, Alexandre Gonçalves é um dos destaques na programação do ICOM 2016. O Talkshow é o tema da oficina com o grande Gonça (Reprodução / Radio Nereu Ramos)

A presença de profissionais da região discutindo temas a luz do nexialismo foi destacada por Cynthia como importante para a regionalização do tema proposto.Tendo profissionais da região trazendo esta proposta e estes conceitos mostra que esta realidade não está só nos grandes centros, mas bem perto de nós, afirma.

Mais informações sobre o ICOM IBES 2016 podem ser conferidas no site do evento ou na pagina oficial no Facebook.

A BOINA apoia o evento e deseja sorte aos extraterrenos nexialistas, afinal trabalhar com vários elementos não é fácil, mas num mundo carente de ideias é a unica forma de trazer novas visões a boa e velha comunicação.

Deixe uma resposta