Videotape n’A Boina nº 41- Pokémon Go é a prova de como a sociedade é burra!

Queria estar aqui fazendo festa, mas é um pouco menos do que isso. Quero argumentar sobre como o azedume de alguns com PKN Go é um exemplo de como a sociedade se tornou (ou sempre foi) burra (Reprodução / Niatic)

Queria estar aqui fazendo festa, mas é um pouco menos do que isso. Quero argumentar sobre como o azedume de alguns com PKN Go é um exemplo de como a sociedade se tornou (ou sempre foi) burra (Reprodução / Niantic)

(Lucas “Luke” Baldin)

Hello, Treinadores Pokémon! Tudo bem com vocês?

Eu estava de boa até o lançamento de Pokemon Go. Não, não sou contra o jogo e estou amando ver essas criaturinhas lindas no mundo real. Desde quarta a noite vi a internet pipocar de gente se achando intelectual e detonando a volta a febre Pokémon. Sim! Pokémon já foi febre no fim dos anos 90 e teve gente achando que eram discípulos do capeta tentando fazer novas presas. Aff!!!

Hoje aqui n’A BOINA mais uma detonada. Uma detonada no Datena e em quem é mal amado para ficar pegando no pé dos gamers ou como alguns tapados -desculpa a expressão- diriam Poketrouxas, como o José Luiz Datena por exemplo: ele detonou e xingou horrores a galera que tá nessa onda. Sobrou até pra Niantic (que criou o jogo). Esse ser humano, se pode ser considerado, sabe o quão difícil é criar um jogo?

Nem preciso dizer sobre o que se trata o jogo de realidade aumentada, né? Enfim. A partir de agora vou fazer um desabafo misturado com crítica. Crítica a essa gente que não consegue deixar o outro ser feliz lá no canto dele.

José Luiz Datena, apresentador do Brasil Urgente (Band), sem mais comentários (Reprodução / Band)

José Luiz Datena, apresentador do Brasil Urgente (Band), sem mais comentários (Reprodução / Band)

Bem, eu cresci com Pokémon, quando eu era mais novinho com o desenho e os bonecos. Quando eu era mais grandinho com os jogos que eu emulava no computador e mais tarde jogava no meu console portátil da Nintendo. Sempre quis saber com seria a realidade misturada com a fantasia criada em Pokémon. E agora está aqui.

Tem gente que não tem essa relação que eu tenho com a franquia Pokémon. O que pode ser um fato para criar desinteresse no game de celular. Mas tem gente que simplesmente por gostar de odiar saí por aí com essa mania de atrapalhar quem está de boa.

Sendo assim, Pokémon Go é, na minha percepção, uma prova de que a sociedade é burra. A maioria da galera que crítica quem joga pode falar essas m… por que:

  • 1. Não entende de tecnologia e ao invés de se informar sobre o que se trata o jogo tento em mente quais os avanços esse produto trás para o mercado de jogos de Smartphone, para a saúde (sim, você precisa caminhar e se locomover para conseguir mais Pokémon e o bem estar que muitas pessoas estão a ter com isso;
  • 2. Por que são… como dizer… Mau amadas. Pessoas que não estão contentes em algum aspecto de suas vidas e como reflexo ficam detonando sem muita razão quem está por ai se divertindo.
A graça está em sair por aí e achar Pokémons de boa atravessando o seu caminho. Tem quem achou legal ser do contra e ao invés de calar a boca e deixar quem quer jogar resolveu sair por aí dando a opinião que ninguém pediu (Reprodução)

A graça está em sair por aí e achar Pokémons de boa atravessando o seu caminho. Tem quem achou legal ser do contra e ao invés de calar a boca e deixar quem quer jogar resolveu sair por aí dando a opinião que ninguém pediu (Reprodução)

Claro que o perigo não vem da Equipe Rocket, mas de bandidos fdps que aproveitam o descuido dos treinadores para fazer a limpa. E também os acidentes e todas as outras barbáries. Mas daí é de cada um ter o máximo de cuidado possível. O mais difícil vai ser com o assaltos, mas com cautela se dá um jeito. De toda maneira. Falo por mim. Quem tá criticando os jogadores são, em maior parte, gente burra.

Meu pai sempre me diz: Burro não é aquele que não sabe, mas sim aquele que não quer aprender. E depois de uma pá de reportagens na TV, rádio, jornais e internet falando sobre esse novo fenômeno da franquia Pokémon vem alguém e se defende dizendo que não sabia? Para que tá feio. Quando falar de Game Of Thrones era a sensação até que eu dei uma brincada com o fato de eu ser um desentendido sobre, mas uma coisa eu não fiz. Eu não saí por aí detonando quem assistia e gostava do seriado. Deixa a pessoa ser feliz. Se não está invadindo o meu espaço deixa ela.

As pessoas estão lotadas de problemas e isso faz com que elas fiquem irritadas com quem está de boa com a vida ou está em um momento de diversão. Esse ódio que as pessoas tem uma nas outras é tipo um efeito dominó. O ódio de um gera o ódio no outro que gera ódio no outro e assim vai. Desculpem o palavreado hoje, mas era pra ver se alguém tava ligado (risos).

Confesso que já estou cheio de planos de visitar outros lugares para além de curtir a paisagem capturar Pokémon, claro, sempre cuidado pra nenhum marginal levar meu telefone (Reprodução)

Confesso que já estou cheio de planos de visitar outros lugares para além de curtir a paisagem capturar Pokémon, claro, sempre cuidado pra nenhum marginal levar meu telefone (Reprodução)

Infelizmente temos que dar um chega pra lá em quem tenta reprimir nossa felicidade. Independente se é sobre Pokémon Go, sobre amar alguém ou sei lá o que. Essa ignorância com o jogo é só uma das inúmeras provas de as vezes os monstros não são aqueles que aparecem na tela de Pokémon Go, mas são aqueles que estão do nosso lado dizendo que são nossos amigos e um segundo depois tentam destruir nossas vidas. De dentro para fora.

Treinadores, por hoje é isso. Agradeço quem esteve comigo até esse parágrafo refletindo. Espero que eu tenha me expressado bem e que esse texto esteja sendo replicado aos montes pelo Facebook. Brincadeira. Bem… A minha semana foi um pouquinho tensa, confesso, mas estava um tanto quanto precisando desabafar sobre o assunto de hoje.

Fico por aqui. Um abraço e até breve.

Luke para A BOINA encerrando a transmissão.

Deixe uma resposta