Nova diretoria da Assimvi: Fabrício e Augusto a frente dos trabalhos

Fabrício Wolff (de branco) e Augusto Ittner. Presidente e vice da Associação de Imprensa do Médio Vale do Itajaí (Assimvi), empossados no último sábado e com um grande trabalho de congregação dos profissionais da imprensa pela frente  (Reprodução / Assimvi)

Fabrício Wolff (de branco) e Augusto Ittner. Presidente e vice da Associação de Imprensa do Médio Vale do Itajaí (Assimvi), empossados no último sábado e com um grande trabalho de congregação dos profissionais da imprensa pela frente (Reprodução / Assimvi)

(Assessoria Assimvi) 

Os profissionais de imprensa do Médio Vale do Itajaí elegeram e empossaram neste sábado (10/09) a nova diretoria de sua associação – a Assimvi (Associação de Imprensa do Médio Vale do Itajaí). Para um mandato de dois anos, foram eleitos os jornalistas Fabrício Wolff para presidente e Augusto Ittner para vice.

A diretoria completa possui 26 membros e mais 8 delegados em municípios vizinhos e tem como principal meta oferecer capacitação e novas possibilidades para profissionais e estudantes de jornalismo. A maior participação de colegas dos municípios de Gaspar, Pomerode, Indaial e Timbó também é prioridade.

Fabrício Wolff: (Reprodução / Assimvi)

Fabrício Wolff: Continuidade das boas gestões e renovação nos canais de comunicação da entidade são alguns dos planos para os quatro anos de gestão (Reprodução / Assimvi)

Segundo Wolff, dar continuidade às boas gestões que o antecederam avançando naquilo que for possível é o compromisso desta nova diretoria. Para isso, agora os setores existentes na Assimvi trabalharão em dupla de responsáveis com o objetivo de dobrar a dedicação em cada um deles.

Além dos setores de capacitação, cultura, esportes, marketing e redes sociais e eventos sociais, foi criado o setor de projetos especiais. O objetivo dele é propiciar novas experiências de produção jornalística para profissionais e acadêmicos da área. Temos muito trabalho pela frente e uma equipe comprometida com a categoria, ressaltou Wolff.

A agenda prevista para 2016 e 2017

Ainda em 2016, a Assimvi prevê pelo menos quatro eventos: Um pauta café sobre a Oktoberfest, ainda em setembro, e outra edição em novembro, junto do prefeito eleito. Isto além de atividades esportivas e uma confraternização dos profissionais de imprensa no final do ano. O fim de ano também será utilizado para promover movimentos que viabilizem as novas propostas da Associação. Entre elas, uma reformulação nas redes sociais da entidade.

Mas é a partir de 2017 que as atividades se acentuam com palestras, workshops, interação com os municípios vizinhos, atividades esportivas e edições do pauta café a cada 60 dias, além de outras ações previstas no plano de trabalho da nova diretoria.

Clima festivo no encontro da entidade que formalizou a posse da nova diretoria (Reprodução / Assimvi)

Clima festivo no encontro da entidade que formalizou a posse da nova diretoria (Reprodução / Assimvi)

Diretoria 2016 / 2018

Presidente: Fabrício Wolff
Vice-presidente: Augusto Ittner
Secretário: Maurílio de Carvalho
Financeiro: Eumar Francisco da Silva
Esportes: Rodrigo Vieira / Jorge Theiss
Cultura: Nane Pereira / Adriana Schimilla
Eventos sociais: Ana Matesco / Airton Floriani
Mkt e Redes Sociais: Adriano Lins / Adalberto Junior
Capacitação: Karin Bendheim / Fábio Ricardo
Projetos Especiais: Dimas Freitas / Rosemeri Laurindo

Conselho de Ética: Alexandre Gonçalves / Cristiane Soethe / Alexandre Pereira
Suplentes: Marilí Martendal / Ketlin Raitz

Conselho Fiscal: Evilásio Vieira Neto / Claus Jensen / Isaías de Souza
Suplentes: Jaime Batista / Jéferson Santos

Delegados municipais:
Gaspar: Raul Neves / Alexandre Melo
Timbó: Bruna Laline / Viviana Borchardt
Pomerode: Franciele Furtado / Diogo Mohr
Indaial: Dudu Cunha / Sadi Duarte

A nova diretoria da Assimvi para o período 2016-2018 (Reprodução / Assimvi)

A nova diretoria da Assimvi para o período 2016-2018 (Reprodução / Assimvi)

Comentário: Abrir os braços, ouvir além, respeito a história, sugestões e cumprimentos de A BOINA para a Assimvi

(André Bonomini)

(Reprodução)

(Reprodução)

A frente dos trabalhos e com grandes missões para os quatro anos de gestão. Fabrício e Augusto terão pela frente um trabalho grande para a manutenção da Assimvi, órgão máximo de congregação dos profissionais de imprensa do Vale do Itajaí. Empossados no último sábado (10/09), junto da nova composição da diretoria, ambos comprometem-se a dar continuidade as boas gestões anteriores e avanços em áreas possíveis, além de promoção de mais atividades e eventos de interação e melhorias nas redes sociais da Associação.

A dupla é afiada e tem bom histórico na imprensa blumenauense, o que dá caldo para boas histórias no happy hour de sexta-feira. Colunista de A BOINA, Fabrício é um velho-lobo do jornalismo da cidade-jardim, com passagens pelo Jornal de Santa Catarina, RBS, TVL, além de ser um dos mais bem lembrados professores do IBES, hoje atuando como assessor no gabinete da Prefeitura de Blumenau. Guto é uma das grandes revelações do jornalismo esportivo da cidade, tendo marcado grandes narrações e jornadas esportivas na Radio Nereu Ramos e, hoje, comanda o esporte no JSC.

Encontro passado da Assimvi, em 2014, na Effecta Coaching. Sentimento de união e abertura a contribuições de todos os profissionais de imprensa do Vale devem ser enaltecidas e praticadas durante o período, derrubando rusgas e promovendo a união da classe (Jaime Batista)

Encontro passado da Assimvi, em 2014, na Effecta Coaching. Sentimento de união e abertura a contribuições de todos os profissionais de imprensa do Vale devem ser enaltecidas e praticadas durante o período, derrubando rusgas e promovendo a união da classe (Jaime Batista)

Juntos, e com uma equipe de peso em vários setores, a nova diretoria terá pela frente um trabalho que já é nobre desde a sua fundação, em 2003, fruto do pensamento de representantes de uma classe que necessitava de juntar-se, interagir-se e sentir-se representada por uma entidade que apontasse erros, capacitasse e unisse a todos. Alias, unir deve ser elencada como um dos principais propósitos da Assmvi nos próximos quatro anos. Procurar formas dos jornalistas compreenderem que as portas da Associação não tem tramela, são abertas a participação de todos, sem distinção de veículos ou ocupações.

Rusgas passadas devem ser enterradas, elas apenas poluem o ambiente saudável de discussões e absorção de conhecimentos sobre novas técnicas e procedimentos no mundo da notícia. Para muitos profissionais, ainda há a compreensão de que a Assimvi é uma panela que apenas reúne alguns. Pensamento errôneo, embora divergências sobre posturas de profissionais e outros pontos sempre existirão. São jornalistas, formadores de opinião, e cada um com a sua. No entanto, uma classe unida e interagível só se faz com a participação de quem a compõe, independente de qualquer condição ou pensamento, e é este pensamento que deve voltar as rodas da Associação.

Contribuição a história, sobretudo a história das comunicações (como a da TV Coligadas), deve ser também um dos pontos a ser ressaltado e difundido entre os jornalistas. Promovendo a transmissão destes fatos com exatidão de dados e aproveitando todos os recursos e arquivos possíveis para a produção de trabalhos que informem e criem a reverencia e reflexão do passado como transformador do presente e do futuro (Reprodução)

Contribuição a história, sobretudo a história das comunicações (como a da TV Coligadas), deve ser também um dos pontos a ser ressaltado e difundido entre os jornalistas. Promovendo a transmissão destes fatos com exatidão de dados e aproveitando todos os recursos e arquivos possíveis para a produção de trabalhos que informem e criem a reverencia e reflexão do passado como transformador do presente e do futuro (Reprodução)

Outra sugestão de A BOINA, imprescindível para os jornalistas de nosso Vale, é o conhecimento e transmissão de elementos da história de nossa região. O jornalista, como transmissor de histórias de tempos passados – construtores do pensamento do presente e do futuro – deve saber como trabalhar com este importante elemento de nossa profissão: A história. A precisão de datas e acontecimentos é ponto de honra em qualquer trabalhos, não tornando inverdades como fatos e aproveitando-se ao máximo de todos os elementos e fontes de pesquisa disponíveis, como este blog também se dispõe a ser.

Além disso, os nobres jornalistas devem também tomar conhecimento, até mesmo por divulgação nos canais da Assimvi, sobre nossa riquíssima história na comunicação catarinense. Blumenau, sendo pioneira em três elementos no estado (rádio, TV e jornal off-set), guarda em arquivos – mesmo que poucos – personagens e momentos indeléveis de nosso jornalismo e comunicações e que, para tanto, devem sim ser divulgados aos profissionais e a toda a comunidade, como forma de difundir a história e demonstrar nossa força e pioneirismo neste campo, dando devida homenagem aos grandes nomes e recordando com respeito e reflexão grandes momentos e conquistas do passado.

A BOINA, assim como este jornalista responsável por este espaço, cumprimenta, deseja sucesso e abre espaço para a Assimvi, sempre pronto a divulgar grandes ações de nossos valorosos profissionais da imprensa, colegas que apenas buscam fazer o melhor dia a dia, na eterna diversão que elegeram para as vidas e que atende pelo singelo nome de jornalismo.

Estamos juntos!

2 comentários sobre “Nova diretoria da Assimvi: Fabrício e Augusto a frente dos trabalhos

  1. Meu caro André, dileto colega de profissão e ex-aluno… muito bom o comentário, porém não creio que pessoas do nosso meio vejam “panela” na Assimvi. Muito pelo contrário. Costumo dizer que diretoria é somente um grupo que se colocou à disposição para o voluntariado de colaboração com todos os colegas de imprensa. E que a Assimvi é feita por todos. Todos podem e devem ter vez e voz, podem colaborar diretamente com a chamada diretoria nas decisões e nas ações.

    Isto fica bem claro quando, desde a gestão passada, a diretoria abriu suas reuniões para qualquer colega que queira participar, independente de fazer parte da diretoria. Outra prova disto é que temos pelo menos três integrantes da atual diretoria que foram presentes e participativos na gestão passada sem integrar os quadros diretivos. A renovação desta nominata atual é imensa e representa que a Assimvi está aberta a quem quiser colaborar com ela. Tanto que já temos colegas que não compõem a diretoria se disponibilizando a realizar tarefas para colaborar com as ações desta gestão, o que, particularmente, deixa-me muito feliz!

    Grande abraço.

Deixe uma resposta