Fabrício Wolff em A BOINA – Ocupação: O emburrecimento da educação

Ocupação no Colégio Estadual do Paraná, uma das mais emblemáticas deste movimento que mais tem atrapalhado do que lutado por algo, se é que vem lutando por alguma coisa. O prejuízo foi sentido até no Enem deste ano, onde as provas em locais ainda ocupados  tiveram de ser adiados (Reprodução)

Ocupação no Colégio Estadual do Paraná, uma das mais emblemáticas deste movimento que mais tem atrapalhado do que lutado por algo, se é que vem lutando por alguma coisa. O prejuízo foi sentido – e muito – até no Enem deste ano, onde as provas em locais ainda ocupados tiveram de ser adiadas (Reprodução)

(Fabrício Wolff)

A invasão (chamada de ocupação) de escolas por grupelhos de estudantes que protestam contra a PEC 247 e a reforma do ensino médio é a prova de que nosso país é de terceiro mundo. Ao invés de tomarem as ruas com suas ideias, fazerem manifestações como aquelas que derrubaram a ex-presidente Dilma Rousseff, uma minoria de estudantes prejudica a maioria de seus colegas com protesto que não dará em nada. Claro… esse grupelho está sendo insuflado por outros interesses. A massa de manobra da vida de gado que já cantava Zé Ramalho em sua música. Ela não existe apenas de um lado. Como já dizia uma frase quem não tem opinião própria serve como instrumento daqueles que têm.

Invadir uma escola e impedir aulas é o maior contra-senso para quem, na teoria, luta pela melhoria da educação. Se fosse para efetivamente protestar, poderiam ocupar o Congresso Nacional, onde estão aqueles que vão votar as PECs (Projeto de Emenda Constitucional) e outras mudanças. Conturbar o ambiente escolar tão somente empobrece o ensino, emburrece a educação. Mas o objetivo não é nem protestar contra isto ou aquilo. É fazer oposição ao governo ilegítimo de Michel Temer. Enquanto a educação for tratada como disputa política, o Brasil continuará sua sina de um país de terceiro mundo.

Segundo o Inep, logística com o novo local das provas custará

Segundo o Inep, logística com o novo local das provas custará R$ 15 milhões. Um gasto totalmente desnecessário e que é obrigado a ser feito graças a imbecilidade dos ditos rebeldes sem causa que atrapalham a vida dos colegas focados no exame nacional (Reprodução)

Todos puderam acompanhar pela imprensa que algumas instituições de ensino onde seriam realizadas provas do Enem estavam ocupadas pelos manifestantes. O Inep, instituto que coordena as provas e sua logística já anunciou que para mobilizar a estrutura para que os estudantes que não puderam fazer a prova a façam no dia 3 de dezembro, o custo será de R$ 15 milhões.

O governo federal terá que bancar. Com o nosso dinheiro de impostos, claro… Aí se depreende uma outra leitura: As ocupações causam prejuízos à educação e ao erário público. E nós pagamos a conta duas vezes. Menos mal que o governo diz que tentará cobrar judicialmente das entidades que patrocinam esta mobilização este prejuízo.

(Reprodução)

Atravancar a educação, desviando o discurso para o lado da política é o atestado de que o país ainda caminha pelo terceiro mundo. Atrasado na forma de tratar o assunto mais importante para a edificação do cidadão, mas também permissívo a movimentos sem justificativas e que mais prejuizos trazem aos cofres, ao sistema educacional e aos estudantes (Reprodução)

Particularmente sou totalmente favorável que as pessoas manifestem suas ideias, seus anseios e suas discordâncias. Só assim se provoca o debate. Mas cada coisa no seu lugar. Impedir pessoas de ir e vir, atrapalhar aulas e provas, prejudicar ainda mais o sucateado ensino brasileiro, é um desserviço à educação.

Gostaria de saber por que não existe a mesma motivação para fazer um mutirão e dar uma geral nas escolas. Pelo menos um faxinão. Quem sabe juntar esta energia mal canalizada para angariar fundos para mais equipamentos ou segurança. E ir protestar no foro competente onde serão tomadas as decisões sobre os temas em debate.

Fora isso, é muita espuma para pouca onda…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s