Videotape n’A Boina nº49 (Double Special) – The Christmas Holiday Playlist

(Reprodução)

(Reprodução)

(Lucas “Luke” Baldin e André Bonomini)

Hello, Videotapers Natalinos! Tudo sussa?

Vejam só, já é dia 24! Véspera de Natal e estamos aqui, eu e André para mais um Especial, The Christmas Special! Dessa vez uma Playlist de Festas de Fim de Ano. Quem acompanhou o especial de natal do ano passado deve ter em mente que eu não sou muito chegado no Natal e tenho algumas lembranças desagradáveis sobre esta data. Porém, meu compromisso aqui é com vocês e a pedido (com uma faca no pescoço) do chefe da p*rra toda, vamos trazer 10 músicas para celebrar o Natal.

No meu caso trarei 5 canções mistas de Natal, verão e fim de ano. O que o chefinho Bonochristmas vai trazer eu já não sei. Bora lá?

(P.S.: Bonochristmas é a mãe! E eu começo essa lista primeiro dessa vez! Ass: Chefe)

André’s Hits: Sete sons para uma boa noite de Natal

(Reprodução)

(Reprodução)

Bom, amigos! Então é outro dia 24/12. Outra véspera de Natal. E, desta vez meio que providencialmente, caiu num sábado, dia de Videotape. E em dia de Double Special, não posso fazer feio, mesmo diante do Grinch Sr. Lucas, um dos meus mais leais colunistas só que não!.

Por isso, e até pedindo desculpas a ele (minha playlist ficou meio… vamos dizer… grande), passo aos amigos aquela lista até meio clichê com os clássicos de Natal de todos os tempos (ou, pelo menos, parte deles). Afinal, todo artista da música que se preze sempre grava uma musiquinha de Natal nesta época do ano. E algumas delas, sem querer, viram clássicos.

Vamos a elas (e, prometo, nada da música da Simone… prometo!):


7 – Jingle Bell Rock (Bobby Helms)

Anos 50, o Rock nascendo ainda, e o sr. Bobby Helms solta um dos clássicos mais ouvidos no tempo de Natal, especialmente nos filmes americanos. A canção é de 1957, mas é sempre uma música atual, até porque um calhamaço de artistas já a regravaram algumas vezes.

E, acredite, em 1983 ela chegou a bater o recorde como a canção de Natal mais executada nos rádios americanos. É mole?


6 – Santa Claus is Comming to Town (The Jackson Five)

E então, vamos aos anos 70, quando Mr. Michael e seus irmãos resolveram emprestar um pouco do soul music para cantar esta canção cheia de embalo e dança. Mas acredite, o Jackson Five não foi o primeiro a canta-la, ela foi gravada a primeira vez em 1934, por um cidadão chamado Eddie Cantor. A trupe de Michael foi só mais uma da turma de cantores e bandas que a regravou…

Mas que é um ritmo foda… isso é. Aprende, Bieber! É assim que se fazia!


5 – Mary’s Boy Child / Oh My Lord – Boney M

Ainda pelos anos 70, outra trupe bem animada resolveu gravar uma canção de Natal. E, acredite, esta é mais do que original, ou ao menos não lembro de alguém ter a gravado (pelo menos até agora!). O som é de 1978 e cantado pela voz dançante do quarteto do Boney M.

Vale a pena para quem procura um som novo de Natal sem ser sempre… os mesmos.


4 – Christmas Time is Here Again (Ringo Starr)

It’s Beatles time! Quem diria que o Fab Four também entendia desta celebração. E assim eram, gravando esta modesta canção em 1967, sendo recortada para compacto para (claro!) ser lançada no tempo de Natal. Para quem é fã da banda era um baita presentão à época.

A versão abaixo, no entanto, é de 32 anos depois, foi gravada em 1999 pelo grande Ringo Starr e sua fabulosa All Starr Band. Ao menos Ringo fazendo versão dele mesmo. Baita som!


3 – Happy Xmas (War is Over) (John Lennon)

Tá, eu tinha falado no começo desta playlist que não teríamos a tal musica da Simone. Mas alto lá! Esta é a original, a pioneira, a melhor de todas!

Apesar de tão atual, a música saiu da mente enluarada de John Lennon no distante 1971, e detalhe: Ela foi gravada em outubro, para constar. Ainda assim, se alguém quer se livrar do clichê tupiniquim, ouça esta e você nunca mais vai ouvir falar da Simone


2 – Feliz Navidad (José Feliciano)

Para dizer “Feliz Natal”, muitas vezes, nem é preciso uma letra tão sofisticada ou firulas tão grandes. A prova disso é este super porto-riqueinho radicado americano que, a cada Natal, aparece com outro clássico mais do que imortal: José Feliciano. Para quem não faz ideia, ele é cego e um autodidata exemplar. Aprendeu a tocar violão sozinho e tendo apenas como professor apenas alguns discos. Tamanha a persistência que José podia tocar o famoso Zorba, o Grego de olhos fechados… Ou melhor, esqueça a ironia, o que ele faz com o violão é mais do que música, é exemplo.

A apoteótica Feliz Navidad, que já virou versão no Brasil com Ivan Lins (e participação do próprio Feliciano), nasceu em 1970, e está na boca de qualquer um até hoje. Simples e direta até mesmo para quem não entende muito inglês:


1 – Boas Festas (Carlos Galhardo)

Óbvio! Não tinha como escolher outra música para ilustrar de vez este especial. Trata-se do clássico maior do Natal brasileiro. Composição de 1933 de Assis Valente interpretada por Carlos Galhardo e que atravessa gerações até hoje como uma sincera marchinha natalina com selo brasileiro de qualidade.

A primeira e única Boas Festas. A nossa música de Natal:


Bônus Tracks – Julio Iglesias (Ein Weihnachtsabend Mit Julio Iglesias)

Lucas vai me matar que estou com mais músicas do que ele, mas acho que como estamos no Natal… ele deixa para me matar mais para frente (hehehe)

Pois bem, resolvi deixar um bônus para os amigos, e muito especial por sinal. Trata-se não só de uma música mas de um disco inteiro. Gravado em 1976 na Alemanha e lançado no Brasil em 1984 pelo selo Opus-Columbia, o LP Ein Weihnachtsabend Mit Julio Iglesias é um dos mais belos álbuns de Natal já feitos, ao menos na minha modesta opinião.

O cantor espanhol e ex-goleiro júnior do Real Madrid Julio Iglesias interpreta clássicos natalinos alemães e mundiais, acompanhado sempre por um belo coral. Entre as faixas um destaque para a penúltima (Faixa 11), uma interessante versão de Ave Maria no Morro, da inesquecível Angela Maria.

Estas canções me tocam fundo pois estão nos meus ouvidos desde meu primeiro Natal, e fica impossível não ouvi-las e despertar em si aquele sentimento gostoso de nostalgia! Portanto, deixo como destaque a primeira música e mas links para cada uma das canções do disco. Um bônus que vale por, vamos dizer, por 12!

Outras músicas – Faixa 2 / Faixa 3 / Faixa 4Faixa 5Faixa 6Faixa 7Faixa 8 Faixa 9Faixa 10Faixa 11 / Faixa 12

Isto feito, isto dito, isto posto. Assim termino minha passagem e deixo para o grande Lucas (a qual estou segurando pelo pescoço para não fugir da obrigação) a continuação desta playlist, agora também com alguns sons para quem quer curtir o verão com agito.

Aquele abraço, um bom e fabuloso Natal e que a paz esteja em cada coração… peito…coxas e asas de um bom peru!

Buon Natale! Vai Luke!


Luke’s Hits: Natal, Verão e Fim de Ano

Hey, Hey Videotapers! Vamos para o meu top 5 de Hits!

5 – Summer’s Not Hot (Selena Gomez)

Está música é do segundo álbum da Selena Gomez ainda na fase junto com o The Scene. Summer’s Not Hot (O Verão Não É Quente) fala sobre como o verão deixa de ser quente sem seu amor.

Uma música agitada, que fala sobre o que pode ser feito, sobre sair para uma festa com a galera e sobre aquela saudadezinha que bate longe do crush. A canção me chama a atenção justamente por que ela é agitada, pop e com uns arranjos massa de guitarra. Ela embalou e continua embalando a estação mais quente do ano.

Não achei a canção legendada no Youtube, então segue a tradução. Só clicar!


4 –  Extraordinary Merry Christmas (Elenco de Glee)

Essa canção é agitada também e acho que pode se considerar uma das únicas músicas natalinas que eu tenho saco para ouvir. Ela não é melosa, embora a letra fale sobre a emoção do Natal se aproximando e também aquela pitadinha de curtir o fim de ano dois. Além de ser um dos hits natalino de um seriado que eu curti muito quando eu era mais novo e uma boa pedida para embalar o natal.

Sente só a tradução! (Clique)


3 – Tu Mirada (Luyanna Part. Farruko) 

Essa música novamente foge do clima natalino. Mas ainda fica dentro da parte de veraneio. É uma canção agitada, com um toque latino misturado com europeu. A música fala sobre os estragos que uma bom olhar 43 pode fazer com alguém.

Gosto dessa música por que ela é agitada, fora que as partes masculinas da música ficam dentro do meu alcance vocal, então posso ficar cantando bem de boas junto. Infelizmente vou ficar devendo tradução, como ela não é tão conhecida por aqui não tem site com a tradução dela, porém ela é fácil de pegar o significado.


2 – Crer Pra Ver (Xuxa)

Olha aí, mais uma música puxada pros paranaues de fim de ano. Ela é da Xuxa, do Álbum Luz no Meu Caminho. Não tenho muitas memórias com essa música. Mas como ela tá ali pras festas de fim de ano coloquei ela na lista. Ruim não é, mas não sou muito fã de natal.


1 – Jumpin’ (Sushy)

Essa com certeza é uma das canções que gosto de ouvir fim ano. Uma música bem agitada que embala o calor do verão. Eu gosto de músicas agitadas como deu pra ver. Diferente de lá das gringas que tem neve e tudo mais, aqui em terras tupiniquins tem praia, gente dançando e bermudas coloridas sim. Só eu acho que o papai noel deveria por seus óculos escuros, pegar sua prancha de surf e ir entregar os presentes com Cavalos Marinhos Ajudantes?

Descobri essa música no fim de 2012 e desde então sempre coloco ela pra escutar quando o clima esquenta. Pra quem tem mente aberta sempre é bom coisas novas, não?


Bônus Track – Shake It Up (Kara)

Não poderia faltar Kpop aqui, né? Dou um gostinho de uma música a mais. Vida de uma edição para o Japão do grupo Kara, Shake It Up (Sacodir em tradução livre) é uma canção que fala sobre amor e virada de vida.

Canal Videotape: Fala Luke (Rogue One: Uma História Star Wars)

Essa semana teve vídeo novo no Canal Videotape. Recém saído da sessão de Rogue One: Uma História Star Wars, Luke conta pra gente as impressões dele sobre o longa.

Bom amiguxos, por hoje é isso. Desejo para todos que acompanharam o VTnB esse ano um Feliz Natal. Não sou o Grinch, não. Quero de verdade que todos vocês estejam cercados de quem faz bem a vocês, que mais do que mesa farta o coração esteja repleto de amor e boas vibrações. Semana que vem eu e o André voltamos para mais um Double Special, dessa vez fazendo um balanço de 2016 num âmbito geral.

Até semana que vem, um beijo e um queijo. Luke & André para A BOINA encerrando a transmissão. Tchau!

Deixe uma resposta