Dormir bem no verão: Quatro dicas para não perder o sono

Uma boa noite de sono em meio ao calor do verão? É possível sim. Quatro macetes importantes você encontra aqui para dormir sem problemas e com conforto Reprodução)

Uma boa noite de sono em meio ao calor do verão? É possível sim. Quatro macetes importantes você encontra aqui para dormir sem problemas e com conforto (Reprodução)

(Tamiris Schlegel / Presse Comunicação Empresarial)

Na estação mais quente do ano, dormir torna-se uma tarefa difícil para muitas pessoas. Afinal, as altas temperaturas causam desconforto e, no verão, os dias são mais longos – pois aumenta o período de exposição solar e acaba prejudicando a secreção do hormônio que promove sonolência, a melatonina.

Além de prejudicar as oito horas necessárias de sono, passar uma noite sem dormir direito, pode causar a sensação de cansaço no dia seguinte, como também a falta de atenção e o mau humor característico de quem dorme mal. Por isso, o pneumologista do Hospital Dia do Pulmão, Ricardo Albaneze, passou cinco dicas para quem apresenta dificuldades para dormir no verão.

São elas:

Reprodução)

(Reprodução)

1 – Refresque o quarto: O calor é um dos grandes responsáveis pela insônia no Verão. Mas, é importante ficar atento e usar o ar-condicionado com moderação. A temperatura ideal é entre 20º C e 22º C, que deixa o local fresco, como num dia de outono. Afinal, o aparelho refresca, no entanto, ele retira a umidade do quarto e pode ressecar as mucosas. Além disso, se a umidade estiver baixa, é indicado usar umidificadores de ar ou espalhar bacias com água e toalhas úmidas no quarto. No caso do uso de ventiladores, a dica é não posicionar o vento diretamente para a pessoa.

2 – Refeições leves antes de dormir: A sensação de peso na barriga, aliada ao calor, adia o sono. Escolha comidas leves e, é importante também, se alimentar de preferência até duas horas antes de se deitar.

Reprodução)

Reprodução)

3 – Tome banho ou ducha antes de dormir: É importante refrescar e relaxar o corpo antes de deitar. Pode ser uma ducha fria para baixar a temperatura do corpo, que varia entre 36 e 37 °C.

4 – Beber água durante o dia: No verão, a hidratação se torna fundamental. O corpo precisa repor o líquido perdido com a transpiração. Cerca de 1,5 litro de água por dia costuma ser suficiente. É melhor tomar a água durante a manhã e a tarde, e assim evitará em ir ao banheiro enquanto dorme, o que pode prejudicar o sono, alerta o especialista.

Dr. Ricardo Albanese Reprodução / HDP)

Dr. Ricardo Albanese Reprodução / HDP)

Albaneze conta ainda que pessoas alérgicas, ou com sensibilidade ao ar seco ou frio, devem manter a temperatura mais baixa, com a porta aberta, para não ressecar demais o ambiente com os aparelhos, como o ar-condicionado e ventiladores. Quem apresenta maior sensibilidade à variações de temperatura, têm sintomas parecidos aos de uma rinite alérgica (espirros e coceira no nariz) e ainda, podem ter rouquidão e dor de garganta, alerta.

Ele ressalta que, assim como o ar-condicionado, as pás do ventilador também devem passar por manutenção com uma limpeza frequente, para não jogar a sujeira no ar. E para descontrair, A BOINA conta também um pouco da história do ar-condicionado ao longo dos tempos. Você confere clicando aqui.

Deixe uma resposta