Videotape n’A Boina nº 55 – F(x), uma “girl band” de atitude

O quarteto da SM esbanja atitude e é um dos mais únicos no meio de tantos grupos que são um cópia do outro (Reprodução)

O quarteto da SM esbanja atitude e é um dos mais únicos no meio de tantos grupos que são um cópia do outro (Reprodução)

(Lucas “Luke” Baldin)

Hello, Videotapers! Tudo bem com vocês?

Hoje vou trazer mais um grupo do K-pop. Vindas da SM, uma das maiores gravadoras da Coréia do Sul que divide o posto com a YG e a JYP, vamos aplaudir o quarteto (que ja foi quinteto) poderoso, o F(x). Na minha opinião esse grupo criado para competir com o 2NE1, da YG. Assim como, na minha visão, a Cube lança em 2009 o 4Minute para entrar na briga. Enfim, apesar de que grupos e projetos não se criam em uma semana.

Voltando ao foco. O F(x) nasce em 2009 com cinco membros: Sulli (que saiu da formação em 2015), Victoria, Amber, Luna e Krystal. Com La Cha Ta (uma música que eu achei bem sem sal, mas ouvível) o grupo faz seu Debut Stage (termo para a apresentação de estréia). Porém ao longo dos anos a equipe da SM foi pegando o jeito e o F(x) se soltando e a atitude do grupo é de longe muito atrativa. Cada álbum melhor do que o outro.

Confesso que foi a partir de 2012 em diante, com as músicas de Eletric Shock, que comecei a por gosto no grupo.

Aos poucos aprendi a gostar do F(x), no começo as músicas não me chamavam igual, músicas que eram iguais comparando a grupos que vieram a estrear em 2009 e 2010 (Reprodução)

Aos poucos aprendi a gostar do F(x), no começo as músicas não me chamavam igual, músicas que eram iguais comparando a grupos que vieram a estrear em 2009 e 2010 (Reprodução)

Veja a performance de Beautiful Stranger retirada do primeiro show solo do grupo (outras apresentações foram dentro de shows da SMTown, apresentações de todos os artistas da SM), a turnê japonesa Dimension 4:

Além das músicas de Eletric Shock, os outros álbuns também são muito bons. O mais recente é de 2015, 4 Walls marca o primeiro trabalho sem Sulli, a líder do grupo que saiu para focar em outros projetos. Por falar nisso acredito que foi nesse ano que os barracos dentro da SM vieram a tona para os fãns.

Se não me engano no grupo masculino da gravadora – EXO – ouve uma saída. Além do Girl’s Generation ter passado pela polêmica saída de Jessica que também estava envolvida em outras coisas e acabou se desligando do grupo, assustando os seguidores do grupo que temeram um possível disband (desmanche) do Girl’s Generation.

003

Palco do Dimension 4, o primeiro show solo do grupo após aparições nas turnê no SMTown, uma apresentação em conjunto com todos os artistas da SM (Reprodução)

O mais interessante é que li que nas três situações de desligamento dos artistas dos seus respectivos grupos a SM sempre alegava não saber o que estava acontecendo. Soando como desleixou ou até mesmo uma resposta pronta para gerenciar a crise. Pois isso deve ser um banho de água fria para a empresa, afinal imagina lá na Coreia do Sul onde o Kpop é levado a sério, uma das maiores empresas de entretenimento soltar uma dessas. Foi tenso.

Porém, o F(x) seguiu firme com um membro a menos e mandaram a ver, com um ótimo álbum e turnê (do 4 Walls), a química do grupo pareceu maior do que nunca. Bora ficar atento aos próximos passos do F(x) agora que o 2NE1 e o 4Minute saiu da jogada.

O carisma e química do grupo é cada vez mais evidente, que venham mais e mais músicas boas! (Reprodução)

O carisma e química do grupo é cada vez mais evidente, que venham mais e mais músicas boas! (Reprodução)

Fique com uma apresentação do grupo num festival do M Contdown em Los Angeles:

Bom, Videotapers, por hoje é isso. Até mais com mais algum tema da hora.

Luke para A BOINA encerrando a transmissão. Tchau!

Deixe uma resposta