Hospital Dia do Pulmão recebe primeira remessa de vacinas contra a gripe

Já está em Blumenau, nos estoques do HDP, a primeira remessa da vacina contra o virus da gripe quadrivalente. No entanto, vale o alerta dos profissionais do Hospital sobre os cuidados com a sala de vacina e o local de aplicação que você frequenta (Reprodução)

(Tamiris Schlegel / Presse Comunicação Empresarial)

Moradores de Blumenau e região podem antecipar e realizar a imunização contra a gripe. A campanha nacional de vacinação, promovida pelo Ministério da Saúde, começa em abril, mas no Hospital Dia do Pulmão (HDP) já é possível se vacinar com a vacina quadrivalente. Além disso, o HDP é a única instituição do município e região certificada pela Sociedade Brasileira de Imunização (SBIm).

Segundo o diretor do HDP e pneumologista, Mauro Kreibich, a vacina quadrivalente contém cepas A/H1N1, A/H3N2 e uma cepa B, contemplando ainda uma segunda cepa B, ou seja, a vacina terá as linhagens Yamagata e Victoria. Desde o ano 2000 temos observado em todo o mundo, a circulação das duas linhagens de vírus influenza B (Victória e Yamagata) num mesmo ano. Em cerca de 50% das vezes, a linhagem B contida na vacina não é coincidente com a que predomina numa temporada, por isso, a vacina quadrivalente é mais segura e eficaz, explica.

Dr. Mauro Kreibich (Reprodução)

Kreibich ressalta a importância da imunização. De acordo com o especialista, a vacinação é o ato de aplicar a vacina e a imunização é o desenvolvimento de anticorpos específicos derivados da vacina aplicada. A manutenção das características iniciais das vacinas depende da Rede de Frios, que é a estrutura técnico-administrativa, que implica na logística de transporte, manuseio e armazenamento das vacinas, orientada pelo Programa Nacional de Imunizações. Desta forma, o manuseio inadequado, alas de vacinação não refrigeradas por 24 horas, ausência de câmaras de refrigeração ou equipamentos com defeito, e até mesmo a falta de energia elétrica podem interromper o processo de refrigeração, comprometendo a potência e eficácia das vacinas, destaca. Ou seja, estar vacinado não significa que você realmente foi imunizado contra a gripe.

Devem ser vacinados, prioritariamente, idosos, crianças, gestantes e portadores de doenças crônicas, explica. Entretanto, Kreibich ressalta que é fundamental que quem não faz parte dos grupos de prioridades procure a rede privada especializada e credenciada para se vacinar, pois além da influenza H1N1 ainda circulando, tivemos uma mutação do vírus H3N2.

(Reprodução)

Cuidados e precaução

Mauro Kreibich destaca ainda alguns cuidados que as pessoas devem ter antes de se vacinar contra a gripe e contra outras doenças, para que a imunização desejada aconteça:

– Conheça a rede em que pretende se vacinar, seja pública ou privada. Procure saber se possui sala de vacina credenciada para aplicação;

– Conheça os profissionais responsáveis pela aplicação da vacina. São especializados?

– Verifique onde estão armazenadas as vacinas e como são manuseadas;

(Reprodução)

– Verifique se as temperaturas da sala de vacina (18C) e da câmara de armazenamento estão conforme o recomendado (2ºC a 8ºC).

– Confira se o transporte das vacinas é realizado em caixas térmicas com controle da temperatura visível (2ºC a 8ºC)

– Também confira se há dispositivos auxiliares para rede de energia.

Deixe uma resposta