Monarquia em Blumenau: Sargento Junkes e o glorioso Reino do Garcia

Existe um país encravado dentro de Blumenau. Um lugar que, cansado de ser um distrito da cidade, resolveu se tornar uma independente, uma monarquia que já tem Rei, parlamento, comitiiiva e projetos para se tornar ainda mais forte: É a saudável brincadeira do Reino do Garcia, criação de Tiago Junkes, ou melhor Sargento Junkes, 30 anos, morador do Reino do Garcia desde sempre e apaixonado por seu lugar, histórias e personagens. E é ele que A BOINA procura para uma conversa diplomática (Reprodução / Sargento Junkes)

No sul de Blumenau, existe uma terra cortada por montanhas, bem servida de indústrias e comércio, com seus problemas urbanos corriqueiros mas que guarda uma história ímpar entre os tantos cantos da cidade-jardim. Nela, vivem mais de 70 mil habitantes, o que a tornam a porção de terra mais populosa do município, o que alimenta sonhos de grandeza e pertencimento únicos.

E se você acha que estou falando do Distrito do Garcia, está… enganado! Com tanta identidade incorporada nos moradores daquela porção de terra e montanhas, o segundo distrito de Blumenau ganhou tamanha personalidade que, nas línguas humorísticas, nada pode igualar a sua nobreza. E que nobreza! Tanta nobreza que, na boca da turma não existe mais Distrito, mas sim um Reino!

Popularizada pela cidade depois de uma bem-sucedida campanha do plano Boa Vida (assistência familiar da Haas, como diz o comercial do rádio), a história do Reino do Garcia é fruto da imaginação fértil do garciense Tiago Junkes… ou melhor, do Sargento Junkes, um apaixonado pela história e panoramas do Distrito que transformou a grandeza natural do sul de Blumenau numa irreverente sátira com Rei, parlamento, principados e uma porção de elementos que tornam impossível não abrir uma risada, sendo você do Garcia ou não.

E A BOINA, hoje timboense mas com origem e matriz nesta monarquia humorística, não podia deixar de passar a oportunidade de conversar com o Sargento e sua comitiiiva, para conhecer melhor este pequeno império e os elementos que o tornam tão poderoso e independente diante da cidade vizinha. Os personagens, os lugares e o que faz tão especial o glorioso, gigante e majestoso Reino do Garcia.

Esqueça a seriedade e conheça com o Sargento essa pequena-grande monarquia do mundo do humor… ou melhor, no mundo. Afinal, não vamos ofender o glorioso Kó, o monarca do Reino. Ele está lendo junto de vocês. Vamos lá!

(Reprodução / Sargento Junkes)

A BOINA: Tiago… ou melhor, Sargento (agora a coisa vai ficar séria, hehehe), de compatriota para compatriota, conte para os súditos e outros republicanos como surgiu a ideia e este universo todo dessa irreverente personalidade do Distrito mais legal da cidade?

Sargento Junkes: Nas tensões pré-impeachment desde 2014 recebíamos áudios no whatsapp informando que existiam milhares de soldados da Bolívia escondidos na amazônia prontos para defender o governo. Diante desse risco resolvi criar uma comitiiiva para defender o Garcia. Nesse cenário, criar um reino protegido por muros foi a melhor alternativa encontrada.

A BOINA: E neste período, como tem sido a reação da turma? Tem gente de mais longe comentando sobre o Reino?

Sargento Junkes: Nosso departamento de comunicações recebe diversas correspondências de outras localidades solicitando agrupamento ao reino, no momento estamos em avançada negociação e nos últimos acertos para integrar o Gaspar Alto ao nosso reino.

Reunião diplomática entre o Kó, monarca do Reino do Garcia, junto do Dalai Lama (Reprodução / Sargento Junkes)

A BOINA: Não deu problema usar o Mirelo e o como personagens centrais na história do Reino?

Sargento Junkes: Conforme a comitiiiva foi ganhando força ficou impossível deixar de agregar essas duas lendas do Reino em nossa história. A percepção que tenho é que após isso os dois tem ainda mais respeito e admiração pelo súditos.

A BOINA: E teve quem pegou no pé com essa história de Reino do Garcia?

Sargento Junkes: Até o momento nosso departamento de inteligência não interceptou nenhuma mensagem de crítica.

A BOINA: O Reino do Garcia tem alguma relação com a dupla do Blumenau Mil Grau?

Sargento Junkes: Os primeiros áudios viralizaram no Whatsapp e de alguma forma chegaram ao Blumenau Mil Grau, eles criaram vídeos em cima e postaram. Foi uma visibilidade enorme que ainda não tive a oportunidade de agradecer pessoalmente aos responsáveis pela página. Particularmente considero o Blumenau Mil Grau um patrimônio da cidade devido a sua fonte de informações, críticas fundamentadas, humor e opinar de uma maneira que a imprensa tradicional não pode fazer. Então ver meus pronunciamentos ali foi muito satisfatório.

A BOINA: Essa ultima, a campanha do Boa Vida, parece que ela cimentou ainda mais a imagem do universo que você criou em muita gente. Qual foi sua reação quando soube da propaganda deles? Deu pra sentir que mais pessoas passaram a conhecer esta personalidade do Garcia?

Sargento Junkes: Nossa comitiiiva ficou feliz que involuntariamente chamamos a atenção de uma das empresas mais sérias, responsáveis e tradicionais da cidade vizinha ao Reino (Blumenau), a agência conversou comigo antecipadamente e abracei a história por considerar pioneira e muito bem elaborada. A Partir da campanha a história do Reino ficou ainda maior por despertar a curiosidade de quem não conhecia e por outro lado obteve a aprovação de quem já conhecia.

Quando o Boa Vida chegou, as principais autoridades do Reino do Garcia. Uma campanha que chamou a atenção de muita gente, tanto no Reino quanto na cidade vizinha – Blumenau – André Bonomini / Tiago Junkes)

A BOINA: E há planos para o futuro do Reino (falo do humorismo em si)?

Festa do Reino do Garcia. Dia 22 de julho. Não marque nada para esta data. Aguarde mais informações na página do Sargento (Reprodução / Sargento Junkes)

Sargento Junkes: Para 2017 estamos acertando os últimos detalhes da reforma do nosso castelo, nosso hino está praticamente pronto e estamos arrecandando fundos para a construção definitiva do muro. Em breve teremos a Festa do Reino do Garcia, festa temática para os súditos do reino e moradores da cidade vizinha (Blumenau).

A BOINA: Uma pergunta de relações exteriores… como o Reino está sendo visto pelas outras Repúblicas e Monarquias de Blumenau? Há alguma guerra em curso?

Sargento Junkes: No começo tivemos momentos de tensão com os vizinhos do reino (Blumenau), fizemos alguns desfiles e eventos militares para demonstrar nosso poderio e as coisas se animaram. Inclusive já recebemos convites para criarmos Reinos em outras localidades afim de transformar nosso Rei em um Imperador, mas por enquanto nosso foco é o Reino do Garcia.

Mirelo em encontro nacional que decretou o Reino do Garcia na Capital Nacional do Picolé (Reprodução / Sargento Junkes)

A BOINA: Bom, vamos agora falar do que realmente importa, sargento! O espaço é seu! Apresente o Reino para quem ainda não o conhece:

Sargento Junkes: Amigos do A BOINA, Aqui quem fala (escreve) é o Sargento Junkes, estou respondendo essas perguntas juntamente com minha comitiiiva e a última vez que tive tanta dificuldade para responder um questionário foi quando cheguei em casa às 4 da manhã e dei de cara com minha noiva.

Em meu nome e de toda a comitiiiva do Reino do Garcia, agradeço de coração a todos que entendem nossa mensagem e nosso objetivo, de valorizar nosso bairro e formar ainda mais amizades entre nossa comunidade. Através do nosso Reino e de toda comitiva queremos despertar ainda mais o sentimento de paixão por nosso lugar, jamais vamos deixar nosso Reino cair no esquecimento e vamos sempre cobrar o que é nosso por direito.

A BOINA: Tentei fazer alguma coisa de assinalar… mas pensei em algo melhor. Rapidinhas! Aquela coisa de bate-bola, bem ligeira. Então, vamos lá:

– Um lugar especial no Reino:

Sargento Junkes: Temos sedes em cada ponto do Reino, então citarei cada uma para ficar justo: Sedes centrais: Pith Pith e Bar do Boni; Sede no Principado do Zendron: Bar do Beto Cego e sede no Principado do Progresso: Bar do Bareta.

– Uma personalidade no Reino:

Sargento Junkes: Não quero que seja uma mensagem política correta, mas além dos já citados e conhecidos integrantes da nossa comitiiiva, as personalidades que merecem todo nosso respeito e reconhecimento são todos os donos de comércios e indústrias que investem e acreditam no nosso Reino, gerando empregos e renda para os súditos. Além destes e das figuras já conhecidas por nossa comitiiiva, nosso bairro possui um grande historiador, colecionador e apaixonado por nosso Reino: Adalberto Day, assim como seu acervo e seu Blog, Day é um patrimônio do Garcia.

O grande Adalberto Day, amigo de A BOINA e afirmado pelo Sargento como um patrimônio do Reino! (Arquivo / RBS)

– Algo que não precisava ter no Reino:

Sargento Junkes: Os buracos da rua amazonas.

– Algo que faz falta no Reino:

Sargento Junkes: Anos atrás eu iria responder que falta uma grande liderança política, mas do jeito que as coisas são feitas hoje e com tudo que vem acontecendo no Brasil, o que falta mesmo é nosso MUUUUURO

Velozes e Furiosos, versão produzida no Reino do Garcia, com Vim Diesel e tudo!
(Reprodução / Sargento Junkes)

– O hino nacional do Reino seria:

Sargento Junkes: Está em produção e será surpresa (kkkk)

– Se o Kó deixar o poder, quem sucede ele?

Sargento Junkes: Pela linhagem Real, quem assume é seu irmão, o príncipe Jacaré. Porém, podemos deixar a decisão para uma assembléia da comitiiiva.

– Em uma palavra, o Reino do Garcia é:

Sargento Junkes: ÚNICO!

A BOINA: Enfim, Sargento! (ou Tiago, agora deu nó na cabeça!) Aquela mensagem final para os amigos e amigas de A BOINA que ainda não conhecem o glorioso Reino do Garcia:

Sargento Junkes: Amigos do Reino do Garcia, do Principado do Progresso, Principado da Glória e Principado do Zendron… Ficamos felizes que com através da nossa comitiiiva conseguimos chamar a atenção para problemas e situações únicas do nosso Reino, além de despertar o sentimento de bairrismo (sem trocadilho), exatamente como respondi anteriormente, antes dos problemas a nível nacional, estadual e municipal, a vida acontece em nosso bairro. E a maneira como cuidamos da nossa rua, do nosso relacionamento com nossos vizinhos que refletem gradualmente o nível de uma nação.

Por isso, através do Reino do Garcia, do Sargento, dos seus personagens queremos deixar uma mensagem de bom humor, respeito e evolução em relação ao nosso convívio em sociedade.

Agradecemos a todos que compartilham, contribuem e dão risada junto conosco. Conhecer pessoas e histórias do nosso lugar através disso é uma experiência única e muito gratificante.

Mais mensagens e pronunciamentos do Sargento Junkes para o glorioso Reino do Garcia podem ser encontrados na conta do primeiro-ministro (Tiago Junkes) ou também nos vídeos como este, a agenda do Sargento pra julho, que aproveitamos para despedir deste compromisso patriótico com a terra onde este blog é orgulhosamente sediado: o Reino do Garcia!

Vida longa do Kó! Vida longa ao Reino do Garcia!

5 comentários sobre “Monarquia em Blumenau: Sargento Junkes e o glorioso Reino do Garcia

  1. Grande André,
    Uma postagem para reafirmar a nossa condição de primeiro bairro organizado em Blumenau antes da fundação.
    Como pesquisador e cientista social eu aprovo o Sargento Junkes e demais com o cargo vitalicio em nosso reino do Garcia. Obrigado pela citação do meu nome, fico muito honrado. O Beiradinha como fiscal será importante também.
    Adalberto Day cientista social e pesquisador da história em Reino do Garcia.

    Curtir

  2. Muito bom.
    Li tudinho. Rindo sempre.
    Gosto muito de historinhas.
    De humor, melhor ainda.

    Viva o Reino do Garcia.
    José Geraldo Reis Pfau/publicitário.

    Curtir

  3. Meu caro Adalberto,
    Já tem um tempo que acompanho nas redes sociais as ironias bem cômicas do “Reino do Garcia” , toda via temos que destacar também que o Kroba também era conhecido como o morro do gato, sim, lá moramos por um tempo. Já o Garcia paixão antiga por este nosso querido bairro que em outros tempos quando criança, escrevíamos na sala de aula “Garcia Alto” como título de qualquer início de matéria. Isso logo após formarmos filas antes de adentrar na sala de aula cantado o hino nacional. Que era obrigatório. Quantas saudades, bela história parabéns.
    Nilton Sérgio Zuqui

    Curtir

  4. Maravilhoso! Nos faz amar ainda mais e ter muito orgulho de nosso glorioso Reino com suas águas Santas do rio Garcia! Rio sim, pois um Reino não pode se apequenar chamando aquele magnífico rio de “ribeirão” – coisa de pobre. Reino do Garcia, rio Garcia!!! Saudações ao nosso rei e ao nosso primeiro ministro, sargento Junkes!!!

    Curtir

  5. Amigos do Reino do Garcia.

    André, Adalberto, Nilton e Lauro.
    Muito obrigado por entenderem nosso Reino! O objetivo é engrandecer e fortalecer nossa morada através de suas qualidades. Em um tempo onde a crítica é tão propagada, devemos nos agarrar no que temos de bom. E nosso Reino tem uma linda história, pessoas do mais alto gabarito, lindas paisagens e tudo que precisamos para viver bem.

    Sejam todos bem vindos a nossa comitiiiiiiva!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s