Equipes: Mesmo com crise, empresas não deixaram de investir nelas

Equipe da Teclógica: 23 anos de história, renovações e novas formas de investir no seu crescimento (Divulgação)

(Sabrina Hoffmann / Melz Assessoria de Imprensa)

Uma das preocupações cada vez mais presente nas empresas brasileiras está ligada ao desenvolvimento das equipes. Foi isso o que apontou uma pesquisa da Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD). O estudo mostrou que só em 2016 o investimento de companhias brasileiras em seus times cresceu 33% em comparação a 2015.

Na Teclógica, empresa de tecnologia de Blumenau, o último ano foi de desenvolvimento de lideranças. Um grupo de pessoas em cargos de gestão dentro da companhia participou de um treinamento sobre Liderança Transformacional. Após este treinamento foi criado um grupo chamado G7, que promove seções periódicas para trabalhar sete competências eleitas pela companhia como fundamentais para seus líderes: Participar, Disseminar, Reunir, Dar Feedbacks, Comemorar, Desenvolver e Compartilhar.

Joyce Daniela Oss Emmer, gerente administrativa da Teclógica (Reprodução)

Os resultados do investimento já são visíveis. De acordo com a empresa, antes era necessário que a direção delegasse todas as funções e agora o time de gestores conta com autonomia e foco, decidindo rapidamente questões pontuais e apoiando na resolução dos desafios de forma mais dinâmica.

Existe também uma compreensão maior da missão, visão e valores da empresa e a consciência de que há um objetivo macro que, para ser alcançado, depende da colaboração de todos. Percebemos ainda uma comunicação intersetorial muito mais eficaz e os gestores têm se preocupado mais em identificar as necessidades da equipe, contar com feedbacks personalizados de acordo com o perfil de cada grupo e como o fato de se sentir parte da empresa faz do colaborador um profissional muito mais centrado e produtivo, conclui Joyce Daniela Oss Emmer, gerente administrativa da Teclógica.

A empresa viu através da pesquisa de satisfação Great Place to Work (GPTW) que o investimento vale a pena. Em 2016, alcançou pontuação positiva de 81%, sendo que acima de 75% a empresa já é considerada uma GPTW. Para os próximos anos, almejamos aumentar ainda mais esse resultado com as ações que estamos planejando, destaca a gestora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s