Catedral: Seis décadas (de tantas mais) no coração da XV

No alto da colina, entre as Ruas XV, Padre Jacobs e 7 de Setembro, uma imponente casa religiosa é a testemunha viva de várias mudanças no centro blumenauense ao longo dos anos. Mais precisamente,
seis décadas assistindo o dia-a-dia da cidade-jardim, sempre com sua elegância e modernismo fruto de um trabalho de pai e filho. São os 60 anos da atual Catedral de São Paulo Apóstolo, celebrados com alegria e recordação de tempos de persistência e revolução (Jaime Batista)

Sua imponência é inegável, foi feita para representar a posição de liderança que exerce, especialmente hoje, como principal templo católico da cidade. Está na mesma colina histórica que, há mais de 150 anos, fora erguida a primeira capela pelos primeiros alemães católicos incentivados pelo Pe. Alberto Gattone, sacerdote gasparense que atuava na cidade. E, tão além de templo, é o mais marcante dos cartões postais da cidade, uma velha observadora do centro blumenauense que usa a mesma roupa moderna desde 1958.

No último dia 25, com celebração solene e grande festa, as principais autoridades católicas de Blumenau recordaram os 60 anos da nova Catedral de São Paulo Apóstolo. Diz-se nova para não confundir-se com a história completa da comunidade que existe desde 1854, apenas quatro anos após a fundação da colônia e que, em 1958, concluía a construção da nova igreja, uma espécie de cenáculo moderno de arquitetura única em todo o país.

Continuar lendo

Anúncios

Habemus bispo!

(Daniel Fagundes / Arquidiocese de Curitiba)

Eis o novo bispo de Blumenau: Dom Rafael Biernarski (Daniel Fagundes / Arquidiocese de Curitiba)

“Annuntio vobis gaudium magnum…Habemus ‘bispo’!”

Eis que a quarta-feira começou de forma inesperadamente alegre para toda a comunidade católica de Blumenau. Depois de nove meses aguardando um novo mandatário, a Diocese da cidade-jardim recebeu ávida a notícia, vinda do Vaticano, de que um novo bispo está a caminho. Trata-se deste bom senhor que ilustra este post, o bispo auxiliar da Arquidiocese de Curitiba, Dom Rafael Biernaski, que deve chegar ao município em setembro.

Um bispo jovem, de fala simples e com jeito cativante, segundo o que pude apurar em alguns dos videos de Dom Rafael que encontrei no YouTube. Nascido em 1955, a família, de origem polonesa, já tem nome conhecido na própria Arquidiocese de Curitiba, onde o irmão, André Biernaski, é cônego. Ele também tem um primo bispo no mesmo Paraná, trata-se de Dom Ladislau Biernaski, bispo da Diocese de São José dos Pinhais, na Grande Curitiba.

Continuar lendo