Museu da Música: O salão nobre da melodia em Timbó

Eis o Salão Hammermeister, em Timbó. E por trás destas paredes históricas está um tesouro histórico que merece ser conhecido: O Museu da Música, com um acervo riquíssimo de várias páginas de história da melodia (André Bonomini)

Que o Vale Europeu tem, no seu seio, uma longa história com a música disso muitos bem sabem. Desde os tempos dos colonos, passando pela cena jovem iniciante nos anos 60 e os voos mais altos dos cantores, cantoras e bandas da região, o universo das melodias, acordes e timbres sempre esteve ligado aos que aqui viviam e vivem e buscam na música um refúgio ou uma ocupação.

E para quem acha que toda esta trajetória está esquecida no correr da história, está enganado. O passado musical do Vale, somado a uma viagem fabulosa por quase toda a evolução da arte pelo mundo, tem um espaço muito especial num cantinho da Pérola do Vale, reconhecidamente a capital regional da música. Nas instalações do antigo e bem preservado Salão Hammermeister, em Timbó, está instalado o Museu da Música, um verdadeiro relicário com vários elementos que escreveram e escrevem a história milenar desta arte, seja na região ou no mundo todo.

Continuar lendo

RICTV Record Blumenau: Recordando (e reverenciando) as origens

(Google)

… e o que a gente encontra fuçando fotos velhas…

Permitam-me, amigos leitores, compartilhar recordações de um passado não muito distânte. Tempos bons de moleque, de juvenil, buscando aprender o que era este mundo do jornalismo e da comunicação. Foi de março a março, de 11/03 a 11/03, de 2013 a 2014, exatamente, a primeira experiência na comunicação na minha vida…

Pra começo de conversa, naqueles dias eu era um verdadeiro caipira forasteiro quando entrei diante da pequena notável Thamiris na sala do Marketing. No começo, era o rabugento, mal dava bom dia, talvez por uma certa timidez, natural ao entrar num ambiente novo como aquele. Até o Marco Salgado me inspirava medo. Um diretor de respeito e um boa gente que conheci aos poucos no passar dos dias e dos trabalhos.

Continuar lendo

Assimvi: Trânsito e mobilidade em Pauta-Café

(Rogério Pires / Assimvi)

Manhã agradável a dos colegas jornalistas esta de quarta-feira (17/05), em mais uma reunião para o Pauta-Café, evento promovido pela Associação de Imprensa do Médio Vale do Itajaí (Assimvi), no também agradável espaço da Officina Café Coworking, no bairro Victor Konder, em Blumenau.

A temática da reunião de hoje seguiu as reflexões despertadas pelo Maio Amarelo, que nos recorda de questões relacionadas as leis do trânsito e o que leva os motoristas a desobedece-las e a se colocarem em atos imprudentes. Emendado junto, questões como a mobilidade urbana e transporte coletivo, questões que sempre pegam fundo em Blumenau. Foi o primeiro evento deste porte que A BOINA participou. Primeiro de muitos, diga-se de passagem.

Como convidados do bate-papo uma trinca das boas para discutir o assunto: a especialista em trânsito e coordenadora estadual do Maio Amarelo, Marcia Pontes; o especialista em trânsito e transportes e conterrâneo garciense, Fábio Campos; e o professor, ex-presidente do antigo IPPUB (Instituto de Pesquisas e Planejamento Urbano de Blumenau), ex-secretário de planejamento de Blumenau e Brusque e atual responsável pela mesma pasta em Gaspar (ufa!), Alexandre Gevaerd, que trouxe consigo os alunos da turma de Engenharia Civil da FURB para a qual ministra aulas.

Continuar lendo

Uma outra cidade-jardim: “A Ponte” será lançado nesta segunda

Uma outra Blumenau desconhecida por muitos e longe das lentes da TV em evidência: Luiz Figueroa apresenta nesta segunda A Ponte, documentário que traz uma nova visão das periferias e morros da cidade-jardim (Reprodução / FCB)

(Nane Pereira)

Periferias, morros e vielas da cidade de Blumenau. Narrativas e pontos de vistas diferentes daquelas apresentadas nas propagandas de TV. O documentário A Ponte, que será lançado nesta segunda-feira (24/04), às 20h, na Casa do Arquiteto, traz à tona um debate sobre a Blumenau das desigualdades sociais, e mostra, por meio de um outro olhar, que elas estão mais próximas do que se imagina.

São 60 minutos de narrativas e entrevistas com moradores, professores, jornalista e lideranças sociais que veem na Ponte José Ferreira da Silva (Anel Viário Norte) uma linha que divide e ao mesmo tempo gera reflexão e debate social. O projeto A Ponte é patrocinado pela Prefeitura de Blumenau e pela Fundação Cultural de Blumenau, por meio do Fundo Municipal de Apoio à Cultura. O filme será disponibilizado gratuitamente para visualização e download por meio do YouTube.

Continuar lendo

MEC divulga as melhores instituições de ensino superior para estudar no Brasil

(Reprodução)

(Silvia Regina Machado / New Age Comunicação)

O Ministério da Educação (MEC) divulgou na última semana, no Diário Oficial da União, a mais importante avaliação do ano: O Índice Geral de Cursos (IGC). O índice avalia as instituições de ensino em todo o País, com base na média ponderada das notas dos cursos de graduação e pós-graduação de cada instituição.

O IGC é divulgado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), do MEC, sintetizando em um único indicador a qualidade de todos os cursos de graduação (presenciais e a distância), mestrado e doutorado da mesma instituição de ensino. Mas em dezembro de 2016, a Portaria nº 23, publicada no dia 20, no Diário Oficial da União (DOU), estabeleceu novos critérios para os indicadores calculados pelo INEP.

Continuar lendo

Universidade e história: Lançado livro que conta histórias dos 50 anos da FURB

História, registros de um momento único na vida da universidade que move a educação blumenauense há cinco décadas. Está pronto e a disposição o livro oficial dos 50 anos da FURB Divulgação)

História, registros de um momento único na vida da universidade que move a educação blumenauense há cinco décadas. Está pronto e a disposição o livro oficial dos 50 anos da FURB (Divulgação)

(Giovana Pietrzacka / Jornalismo FURB)

Em qualquer época, uma Universidade se faz com pessoas. Este é o título do livro que conta algumas das histórias relativas ao período dos 50 anos de fundação da Universidade Regional de Blumenau (FURB). Organizado pelos historiadores Darlan Jevaer Schmitt, Eduardo Gotzinger, Liane Kirsten Sasse e Vanessa Lischeski, o material é composto por 10 artigos e entrevistas inéditas com três fundadores da Universidade: Diderot Carli, Milton Pompeu da Costa Ribeiro e Rivadávia Wollstein.

O livro é fruto das comemorações dos 50 anos Universidade, lembrados em 2014. Conforme relembra o presidente da Comissão FURB 50 anos, Darlan Jevaer Schmitt no prefácio do livro, uma das atividades planejadas estava a produção de um livro. Tínhamos como ideia que este livro não deveria contar uma História linear e nem ser a obra oficial e definitiva dos 50 anos de nossa Universidade (…) Esta obra reflete várias histórias e vários olhares de diversas pessoas (…) Este livro é parte de uma História. Um pedaço de nossa Universidade, diz o prefácio.

Continuar lendo